Países da AL terão ‘desafios significativos’ na consolidação fiscal, diz Fitch

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A Fitch afirma que os esforços dos países da América Latina para reduzir seus déficits fiscais e a dívida no médio prazo podem enfrentar “desafios particulares”, diante da rigidez nos gastos e da disposição política ou das capacidades “limitadas” para elevar impostos. Em relatório, a agência diz que a retomada do crescimento econômico, preços um pouco mais altos das commodities e a redução do tamanho dos pacotes de apoio fiscal devem reduzir déficits em 2021, “mas um ajuste fiscal estrutural que iria apoiar a redução da dívida poderia ser desigual pela região”.

De acordo com a Fitch, reformas estruturais para ampliar a base de receitas e reduzir a dependência das commodities têm sido raras na região nos últimos anos.

Em vez disso, a maioria dos países confiou em medidas administrativas, com “ganhos desiguais” antes da pandemia.

Pressões sociais e políticas têm ameaçado os esforços para conter o crescimento dos gastos e continuarão a representar desafios, embora esses esforços tenha sido feitos em algumas nações – a Fitch cita como exemplo disso o Brasil e sua reforma previdenciária.

O quadro geral “ajuda a explicar”, segundo ela, o “ponto de partida inicial fiscal fraco dos soberanos latino-americanos no início do choque do novo coronavírus”.

A Fitch acredita, assim, que há desafios na consolidação fiscal para essas nações.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.