Os riscos que não te contaram sobre empresas com alto Dividend Yield

Quem investe há algum tempo sabe o quão bom é ver os dividendos entrando na sua conta da corretora. Entretanto, você sabia que investir em busca de alto yield também apresenta riscos?

No último post, comentamos sobre o método Décio Bazin de investir em dividendos, onde um dos fatores principais é a empresa ter dividend yield maior ou igual a 6%. Hoje falaremos sobre os cuidados necessários para evitar os riscos de tomar decisões baseadas somente nesse indicador.

O que é dividend yield

O dividend yield é o indicador que mede o quanto a empresa dá de retorno ao seu acionista em forma de dividendos, relativo ao preço atual da ação.

Para calcularmos o dividend yield de uma empresa, basta buscar no seu site de RI (Relação com Investidores) os dividendos por ação pagos pela empresa no último ano e dividir pela cotação atual. Sites como o Fundamentus e o Status Invest já fornecem os mesmos calculados, poupando bastante tempo.

Os riscos e como evitá-los

O pagamento consistente de dividendos normalmente demonstra que a empresa está saudável financeiramente. Entretanto, alertamos para os cuidados que são necessários ao analisar uma empresa por esse indicador:

  1. Como o nome já diz, o indicador indica, e isso é tudo. Uma análise sobre comprar ou não uma ação jamais deve ser tomada somente por um indicador, e sim por uma análise geral da empresa, do operacional e da governança corporativa da mesma. Portanto, embora uma empresa tenha um alto yield, ele só deve servir como ajuda na tomada de decisão;
  2. Sustentabilidade dos dividendos: é sempre importante comparar o pagamento de dividendos com a geração de caixa e o lucro da empresa. Isto é, se a companhia está frequentemente pagando mais dividendos do que gera de caixa e lucro, esses dividendos não serão sustentáveis por muito tempo. Portanto, pode até mesmo colocar a empresa em maus lençóis no caso de uma crise;
  3. Se a companhia paga quase 100% do seu lucro em dividendos, pode significar que a empresa não está conseguindo crescer mais, devido ao fato de não investir esse dinheiro em oportunidades. Portanto, é difícil que uma empresa sustente bons dividendos no longo prazo se seus lucros e receitas não estão crescendo;
  4. Cuidado com as dívidas: se a empresa está pagando muitos dividendos, mas está muito endividada, pode ter algo errado no operacional da empresa, como uma alocação de recursos de forma ineficiente.
  5. Analise o operacional da empresa: por exemplo, a Cielo hoje tem um excelente dividend yield de 11,1%, que é um dos maiores do mercado. Entretanto, ao olharmos mais a fundo, percebemos que as receitas, margens e lucros da empresa vêm caindo fortemente devido à guerra de preços no setor. Portanto, esse alto nível de dividendos com certeza não será sustentado no longo prazo.

Como encontrar boas empresas pagadoras de dividendos

Então, vimos os cuidados que devemos ter quando analisamos ações pagadoras de dividendos. No próximo post falaremos sobre como buscar uma empresa para recebimento de dividendos.

Em nossos boletins temos análises das corretoras sobre empresas sólidas e saudáveis, com excelente dividend yield, representando uma grande oportunidade de investimento visando o longo prazo.

Fonte: Fundamentus