Opções de Investimentos

Agronegócios

Legislação

O Ministério da Agricultura disponibiliza para o cidadão um banco de dados – Sislegis – com a legislação atualizada dos temas relacionados com agricultura, pecuária e abastecimento, colaborando para a transparência dos atos governamentais.

  • Acesse aqui e consulte por assunto, data, leis, instruções, etc…

CDB/RDB

O que são?

Antes da introdução dos fundos de investimento, os CDBs eram uma das principais alternativas de investimento no mercado brasileiro. Os CDBs são títulos emitidos por bancos, que podem ser vistos como um depósito bancário, já que ao comprar o CDB você na verdade está emprestando o dinheiro para o banco, e recebendo em troca o pagamento de juros.

Além dos CDBs, os bancos também emitem os RDBs (recibo depósito bancário), que têm as mesmas características de um CDB, com a diferença de que não admite negociação antes de seu vencimento. Porém, este pode ser rescindido em caráter excepcional desde que em concordância com a instituição depositária. Neste caso só pode ser devolvido o principal, isto é, sem os juros.

Rentabilidade

A taxa paga pelos bancos pode ser pré-fixada, pós-fixada ou flutuante, essa última atrelada a um percentual da variação de um índice, que pode ser a TR, TJLP, CDI, ou um índice de inflação, como o IGP-DI ou IGP-M. Nos CDBs pré-fixados, como o próprio nome já sugere, você sabe na hora da compra quanto irá receber em juros, enquanto nos pós-fixados a remuneração que você receberá só será definida depois do vencimento do título. Normalmente, as aplicações têm prazos que variam entre 30 dias e 180 dias. Em geral os bancos concedem taxas melhores de acordo com o volume investido, isto é, quanto maior o investimento, melhor deve ser a taxa que você receberá do banco.

Riscos de investimento

Ao aplicar seu dinheiro em um CDB, o maior risco é de que o banco que emitiu o CDB fique inadimplente, ou seja, que o banco quebre antes de pagar seus clientes. Nesse caso, a aplicação é garantida pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), vinculado ao Governo Federal, até um valor máximo de R$ 250.000,00 por CPF.

Assim como grande parte dos fundos de renda fixa, os CDBs pré-fixados se beneficiam de liquidez diária, isto é, você pode sacar seu dinheiro a qualquer momento, mas assim como acontece com os fundos, se o saque acontecer antes de 30 dias terá de pagar IOF regressivo, isto é, quanto mais tempo deixar o dinheiro investido menos paga em IOF. No vencimento do CDB, você recebe um crédito automático em sua conta corrente, já descontado o pagamento de imposto de renda sobre o rendimento bruto do CDB no período.

Clube de Investimentos

O que é um Clube?

É formado por pessoas, que tem objetivos em comum, ou seja, a aplicação de recursos em títulos e valores mobiliários, dentro das regras específicas estabelecidas pela CVM e pela Bolsa de Valores.
Regras Gerais

Destinado a pessoas físicas com objetivos em comum, admite no mínimo 3 e no máximo 50 pessoas, podendo ser aberto(público em geral), ou fechado (funcionários de empresas, familiares, ou amigos).
Valor Inicial

Os participantes determinam o valor a ser aplicado, e o valor inicial de cada cota, sendo que nenhum membro do Clube pode possuir mais de 40% do total das cotas.
Nome do Clube

Os membros do Clube escolhem um nome para o mesmo, que obrigatoriamente não deverá ter sido registrado anteriormente junto aos órgãos competentes.
Administrador

É a sociedade corretora ou distribuidora que administrará o Clube de acordo com seu estatuto social e com a legislação em vigor. Cabe ao administrador, manter sob sua guarda os registros administrativos, contábeis, e operacionais do Clube, remeter aos cotistas informações relativas ao seu desempenho, mantendo controles eficazes quanto ás operações realizadas pelo Clube, a composição da carteira, a custódia dos títulos, aplicações e resgates, e a posição de cada membro do Clube.
Gestor

É quem administra a carteira do Clube, prestando serviços de gestão dos recursos dos mesmos, de acordo com a política de investimentos do Clube. Cabe ao gestor zelar pela boa execução das operações realizadas em nome do Clube.
Representante

É um membro do Clube escolhido pelos demais, cuja função é representar o Clube de investimentos e os interesses dos demais cotistas perante o administrador do Clube e perante terceiros.

Os membros do Clube decidem onde o dinheiro vai ser aplicado, com a assessoria da corretora, que realizará a transação. De tempos em tempos o Clube de investimentos faz uma assembléia para decidir as novas estratégias de aplicação.

Conselho de Representantes

É um grupo formado por no mínimo, três membros do Clube, escolhido pelos demais, cuja função é representar o Clube e o interesse de seus cotistas perante o administrador e a terceiros.

Vantagens:

  • Facilidade quanto ao Imposto de Renda, pois o cotista informa somente a sua quantidade de cotas na declaração de bens;
  • A cobrança de IR só é feita, quando há o resgate das cotas, à alíquota de 15% a 22,5% sobre o lucro, conforme o tempo de aplicação.
Documentação Necessária

Além do estatuto, cada participante do Clube preenche um cadastro, e anexa cópia autenticada de seus documentos (RG, CPF, Comprovante de residência). Se todos os dados estiverem corretos, o Clube é registrado na [B]³, no cartório de registros especiais e na Receita Federal. Feito isto o Clube já está apto a operar.
Taxa de Manutenção

A taxa é mensal e definida conforme o tamanho do Clube, da tarefa do administrador e das despesas gerais, como folhetos, correspondências, documentos, relatórios, que são necessários para manter o cotista bem informado.
Informações

O participante do Clube recebe um extrato, semelhante ao bancário, com toda a movimentação do Clube. O extrato contém informações como o valor do patrimônio do Clube, número de cotas, valor da cota, rendimento da cota no período, participação do acionista no total do Clube.
Para Sair do Clube

Também não há burocracia. O participante pode sair do Clube no momento em que desejar. Basta comunicar à corretora. O valor recebido em cada cota será o do dia seguinte ao do pedido de desligamento. O valor é pago em quatro dias.

Fundos de Investimentos

Conheça o que são os fundos de investimentos e o que existe no mercado:

Fonte: Anbima

    Definição – Implantação e negociação – Artigos.

    FIDC administradores – FIDC no mercado.

Acesse diretamente no site Anbima, um pouco mais sobre Fundos de Investimentos:

Previdência Privada

Fundo de Aposentadoria Programada Individual (FAPI)

Fundo de investimento criado para constituir um programa de complementação de aposentadoria, com incentivo fiscal de 12% de desconto sobre a renda bruta anual, na declaração de ajuste (imposto de renda da pessoa física).

Operado como fundo de investimento com objetivo de poupança de longo prazo, sem garantia de rendimento mínimo.

Não deve ser confundido com Fundo de Previdência.

Fundo de Previdência

Conjunto dos recursos originados pela acumulação através de planos de previdência complementar, abertos ou fechados.

Previdência Complementar

Sistema de complemento das aposentadorias do serviço público recebidas por trabalhadores, desde que eles tenham contribuído para esta modalidade de previdência.

No caso das entidades fechadas de previdência complementar, os chamados fundos de pensão, a adesão só ocorre para aqueles que têm vínculo empregatício com a empresa que patrocina o fundo.

Estas entidades são controladas pelo Conselho de Gestão da Previdência Complementar – CGPC, órgão colegiado, normativo, de deliberação, coordenação, controle e avaliação da política nacional das entidades fechadas de previdência privada, integrante da estrutura regimental do Ministério da Previdência Social.

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

Fundo de previdência privada que não garante rendimento mínimo ao participante.

Repasse dos rendimentos é integral, depois de deduzidos todos os custos.

Contribuições, até o limite de 12% da renda bruta, podem ser deduzidas do imposto de renda a pagar. No momento do saque incide imposto de renda sobre o valor total do resgate.

Principais tipos de PGBL:

  • Composto: que aplica em títulos públicos federais e outros de renda fixa, e até 49% em renda variável;
  • Renda Fixa: que aplica em títulos públicos federais e outros de renda fixa;
  • Soberano: que aplica em títulos públicos federais.

Plano com Atualização Garantida e Performance (PGAP)

Produto de acumulação de renda atrelado ao PGBL – Plano Gerador de Benefício Livre – que garante reposição da inflação, mais uma taxa de juro pré-determinada, mais eventuais repasses de excedentes financeiros.

Os recursos aplicados são corrigidos por um índice de inflação definido em contrato.

O produto é indicado para quem declara renda pelo modelo completo, pois permite a dedução do montante investido da base de cálculo do IR até o limite de 12% da renda bruta anual.

Plano com Remuneração Garantida e Performance (PRGP)

Produto de acumulação de renda atrelado ao PGBL – Plano Gerador de Benefício Livre – que garante reposição da inflação, mais uma taxa de juro pré-determinada, mais eventuais repasses de excedentes financeiros.

Remunera não só pelo índice de inflação escolhido, mas também garante o pagamento de uma taxa de juros até o limite de 6% ao ano.

Opção para quem declara IR pelo formulário completo.

Plano com Remuneração Garantida e Performance (VGBL)

Plano de previdência complementar, com diferentes alternativas de objetivos de investimento, além de um seguro de vida em grupo.

Tributação do Imposto de Renda incide apenas sobre os rendimentos obtidos com as aplicações, e apenas quando do recebimento dos benefícios.

Não há tributação durante o período de acumulação de recursos.

Principais diferenças entre PGBL e VGBL

PGBLVGBL
ObjetivoFormação de fundo de investimento que garantirá aposentadoria complementarPlano de previdência privada que oferece cobertura para morte e invalidez, além de permitir resgate dos valores aplicados
Benefício FiscalIncide sobre recebimento do benefícioNão tem
Imposto de Renda12% da renda bruta no ano, sobre as contribuições pagasIncide sobre os rendimentos. Este imposto será cobrado pela tabela regressiva da Receita Federal
Garantia de Lucratividade MínimaNão tem. Rendimento integral é repassado ao participanteNão tem. Rendimento integral é repassado ao participante
Remuneração do AdministradorEntre 1% e 4% ao ano do valor de cada aplicação e, incide sobre o saldo, de forma proporcional todos os diasEntre 1% e 4% ao ano do valor de cada aplicação e, incide sobre o saldo, de forma proporcional todos os dias
ResgatePode ser a cada 60 dias. Optante pode sacar de uma só vez ou transformar em renda mensalPrimeiro resgate entre 60 dias e 24 meses. Depois, pode retirar a cada 60 dias
Taxa de CarregamentoAté 5% sobre as contribuiçõesAté 5% sobre as contribuições
Público AlvoPessoas físicas que declaram IR no formulário completo1) Pessoas físicas que declaram IR no formulário simplificado, ou isentas
2) Investidores que desejam fazer aplicações a longo prazo
3) Investidores que já se utilizaram de um PGBL

Venture Capital

Os conceitos a seguir ajudam a entender o que são os Fundos de Private Equity e os de Venture Capital, nascidos nos Estados Unidos:

Fundos de Private Equity ou Fundos de Ativos Privados

Modalidade de fundo de investimento que compra participação acionária em empresas. Direcionado para negócios que já funcionam e têm, em geral, boa geração de caixa. Tendem a investir em negócios mais maduros, como consolidação e reestruturação.

Private Equity (PE)

É o termo relacionado ao tipo de capital empregado nos fundos de PE, que em sua maioria são constituídos em acordos contratuais privados entre investidores e gestores, não sendo oferecidos abertamente no mercado e sim através de colocação privada; além disso, empresas tipicamente receptoras desse tipo de investimento ainda não estão no estágio de acesso ao mercado público de capitais, ou seja, não são de capital aberto, tendo composição acionária normalmente em estrutura fechada.

Venture Capital ou Capital de Risco

Forma de financiamento para estágio inicial de novos empreendimentos, novos produtos ou serviços etc.

Fundos de Capital de Risco

Alternativa de investimento financeiro em empresas nascentes com alto potencial de crescimento e em empresas de risco.

Capital de Risco

  • Clique aqui e conheça organizações gestoras e seus fundos de investimento.