“Nefasta e criminosa política intervencionista”

São Paulo, 13 de agosto de 2019 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando iniciar um movimento de recuperação, beneficiada pelos sinais de avanço das reformas e pelas “apostas” de novos cortes na taxa básica de juros da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo parte da forte alta já acumulada neste mês (4,5%), seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pelos leilões de venda do BC.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,0%, zerando os ganhos acumulados no mês, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, principalmente a da Argentina (-37,9%), e prejudicada pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR subiu 1,1% à R$ 3,98, ampliando os ganhos da semana passada, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado negativamente pela vitória da oposição nas eleições primárias da Argentina.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, recuperando parte de perdas recentes, Japão 1,2% e China 1,4%, após o BC chinês buscar desvalorizar a moeda local (yuan) menos do que se previa, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,4%, França -0,3% e Alemanha -0,1%, com o clima de cautela global renovado diante de crises e tensões, como o rompimento da coalização governista na Itália, as divergências entre as 2 maiores economias do mundo, a iminência do retorno ao poder do peronismo na Argentina e os protestos em Hong Kong e (3) dos EUA, devolvendo quase todos os ganhos da semana passada, S&P -1,2%, DJ -1,5% e NASDAQ -1,2%, pressionadas pelo forte aumento do sentimento global de aversão a risco, o que derrubou principalmente as ações dos bancos, como Citi (-3,1%), Morgan Stanley (-2,9%) e Goldman Sachs (-2,9%).

Diante dos temores de ressurgimento de uma “nefasta e criminosa política intervencionista” na Argentina, comandada pela esquerdista Cristina Kirchner, cuja chapa presidencial encabeçada por seu poste Alberto Fernandez venceu as primárias do país, a bolsa de Buenos Aires despencou -37,9% no pregão de ontem.

Além de estremecer profundamente as relações com o Brasil, seu principal parceiro comercial, a Argentina criará enormes desafios para o Mercosul caso confirme nas eleições presidenciais de OUT/19 a vitória e o retorno da organização criminosa da nefasta esquerdista Cristina Kirchner.

Apesar de ponderar que o movimento do mercado financeiro de ontem foi “desafiador”, Roberto Campos Neto, presidente do BC tupiniquim, “garantiu” que o Brasil está preparado para enfrentar crises externas.

Dando uma notícia negativa para o país, o Índice de Atividade Econômica do BC, que é uma espécie de prévia do PIB, terminou o segundo trimestre do ano registrando uma retração de -0,13% na comparação com o primeiro trimestre.

“Apostando alto” na recuperação da economia tupiniquim, rede de varejo Walmart, que no Brasil mudará seu nome para Grupo Big, anunciou que fará investimentos de R$ 1,2bi no país nos próximos 18 meses.

Diante da redução das expectativas para o crescimento da economia, de 0,82% para 0,81%, e da diminuição das “apostas” para a inflação, de 3,80% para 3,76%, o “mercado” também cortou, agora de 5,25% para 5,0%, suas previsões para a taxa básica de juros (a Selic) no final deste ano.

Livre das garras da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, a Eletrobras registrou um lucro líquido de R$ 5,5bi no segundo trimestre do ano, valor 305% superior ao auferido no mesmo período de 2018 (R$ 1,3bi).


Política:

Para o desespero da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, ontem Raquel Dodge, procuradora-geral da República, prorrogou por mais 1 ano a atuação da brilhante força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná.

Comprovando que a decisão, se tomada, será errada, ontem Dias Toffoli, o nefasto ex-advogado de Zé Dirceu e atualmente presidente do STF, afirmou que Bolsonaro acertará se decidir colocar Coaf no Banco Central.

Com o objetivo claro de expor a podridão da organização criminosa petista, o deputado Federal José Medeiros, do Podemos de SP, pediu à Procuradoria-Geral da República a quebra de sigilo dos áudios obtidos no âmbito da Operação Cravada, que desbaratou um núcleo financeiro do PCC e revelou que havia um diálogo “cabuloso” deles com o PT.

Animando bandidos, corruptos e canetinhas de aluguel, o Conselho Nacional do Ministério Público, órgão responsável pela fiscalização disciplinar de promotores e procuradores de todo o país, tem na pauta de hoje um processo contra o brilhante Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Autorizado por Lula, que comanda sua organização criminosa da cadeia, o PT, sem medo de passar vergonha, quer lançar José Eduardo Cardozo, ex-ministro e eterno puxa-saco de Dilma, na disputa pela prefeitura de SP em 2020.

Linha auxiliar da organização criminosa petista, a UNE, que é formada por estudantes que não estudam, promete para hoje protestos em várias cidades brasileiras para criticar a reforma da Previdência e pedir a soltura de Lula.

Ajudando bandidos, Celso de Mello, que é mais um nefasto ministro do STF tupiniquim, decidiu ontem que Dario Messer, o doleiro dos doleiros, tem o direito não ir ao depoimento marcado para hoje na CPI do BNDES.


Crítica:

Vagabundas, terroristas e bandidas, 300 mulheres, disfarçadas de índias, invadiram e depredaram ontem um prédio da Fundação Nacional de Saúde, em Brasília, supostamente para pressionar o governo Bolsonaro por melhorias na saúde indígena.


PAZ, amor e bons negócios;


O “R.B.” representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.

Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.

É proibida a reprodução do conteúdo das páginas em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Acionista.com.br