Abertura: Movimentos de realizações podem manter a volatilidade no mercado

Ontem… O Ibovespa operou impulsionado pelo forte desempenho de papeis relacionados a commodities nesta 2ªF. O índice chegou a superar os 104 mil pontos, mas encerrou mais próximo dos 103 mil, reflexo de uma piora no exterior e do fraco desempenho do setor de varejo na sessão. Seguindo um movimento de crescimento dos yields de títulos do governo americano, o dólar voltou a se valorizar de forma mais acentuada contra moedas emergentes, dentre as quais o real teve o pior desempenho (-0,9%).

Os juros futuros operam perto da estabilidade, com leve queda nos vértices mais curtos e avanços nos mais longos. O CDS de 5 anos, ativo que mede a percepção de risco país, que fechou estável em torno dos 123 pontos base.

Varejistas em baixa… As varejistas foram destaque negativo nesta sessão, em um movimento de realização de ganhos. Outro destaque foi a queda de JBS (-3%). Mais cedo, a China anunciou algumas unidades habilitadas a exportar carnes para a o país asiático. A JBS, entretanto, não tem nenhuma planta habilitada.

E os mercados hoje? Por Guide Investimentos… Lá fora, bolsas ensaiam dia de realização, seguindo semana de valorização dos principais índices de mercado ao redor do mundo. No Brasil, o Ibovespa seguirá a mercê da dinâmica dos mercados no exterior, mas deve seguir favorecido pela valorização pontual de papéis relacionados às commodities. Por isso, esperamos um dia de viés neutro para o mercado acionário local.

ABERTURA DE MERCADOS por Infinity Asset

A abertura na Europa é negativa e os futuros NY abrem em queda, com cautela com o Brexit. Na Ásia, o fechamento foi misto, com resultados ruins dos preços ao atacado na China.

O dólar opera em alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, quedas, exceção ao min. de ferro. O petróleo abre em alta, com sinais de corte pela OPEP. O índice VIX de volatilidade abre em alta de 2,75%.

Morning Call – Infinity Asset

AGENDA

Brasil: A Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) caiu 0,60% no primeiro decêndio de setembro. No mesmo período de agosto, o índice havia registrado queda de 0,65%. O Ministério da Economia irá divulgar as projeções de indicadores macroeconômicos, com estimativas de PIB e Inflação. A votação em plenário pode ocorrer no mesmo dia, se os planos do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, forem bem-sucedidos.

EUA: IPC, Novos pedidos seguro-desemprego, Orçamento mensal, adiantamento de vendas no varejo, Índice confiança do consumidor da Universidade de Michigan;

Alemanha: IPC;

França: Produção industrial, IPC;

Reino Unido: Produção industrial;

Zona do euro: Produção industrial;

Japão: Produção industrial;

China: Investimento estrangeiro direto

AMBIENTE CORPORATIVO

Construtoras: Presidente do Conselho do FGTS avisou as construtoras que não façam novas contratações na faixa 1 do MCMV

Cemig informou que 150 empreendimentos se habilitaram para o leilão de compra da energia renovável.

Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado inicie votação da chamada Lei das Teles, em um movimento que deve impactar positivamente as ações das operadoras Vivo e Oi.

Acompanhe como iniciaram nossas ações selecionadas do Ranking