Mourão diz acreditar que Selic baixe ainda mais na próxima reunião do Copom

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou acreditar que a taxa Selic deve baixar ainda mais na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). “Não chegaremos a um juro negativo porque não estamos vivendo nem um período de inflação, mas sim de deflação nos últimos dois meses”, disse, em transmissão ao vivo promovida pela Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg).

A taxa Selic está em 3,00% ao ano e o Copom iniciou nesta terça, 16, sua reunião para decidir sobre a taxa básica de juros. Na quarta, 17, será anunciada a decisão do comitê.

Segundo o vice-presidente, os bancos privados têm oferecido crédito às pessoas necessitadas, mas ele disse que as condições precisam ser melhor negociadas.

De acordo com Mourão, o Ministério da Economia tem recebido dados mostrando que a liberação de crédito “travou no meio do caminho” pela regulamentação do setor bancário.

“O Fundo Garantidor de Investimentos é, na nossa visão, a saída para isso”, disse o vice-presidente.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos