Moody’s prevê contração de 0,5% no PIB dos países do G-20 e de 1,6% no Brasil

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A Moody’s informou nesta quarta-feira, 25, que revisou para baixo suas projeções de crescimento econômico nos países do G-20. Em comunicado, a agência diz que espera agora contração de 0,5% em 2020 nessas nações (de alta de 2,6% projetada em novembro), seguida por um avanço de 3,2% em 2021.

Apenas para o Brasil, a Moody’s diz esperar contração de 1,6% em 2020, seguida por crescimento de 2,7% no ano seguinte.

As economias do G-20 enfrentarão “um choque sem precedentes no primeiro semestre”, com a emergência do coronavírus, diz a Moody’s.

Ela prevê que a economia dos Estados Unidos encolha 2,0% neste ano, com crescimento de 2,1% em 2021.

Para a China, a Moody’s projeta crescimento de 3,3% neste ano, seguido de avanço de 6,0% em 2021.

A Alemanha, maior economia da Europa, deve sofrer contração de 3,0% neste ano, para crescer 2,5% no próximo.

Em seu comunicado, a Moody’s ressalta o fato de ser “impossível prever de modo preciso o impacto econômico nesta crise”, com incertezas como a duração da pandemia e, consequentemente, o quanto ela afetará a atividade.

A agência nota que, de acordo com informações recentes, novos surtos podem voltar a surgir em países após a retirada de restrições a viagens e à circulação de pessoas, o que levaria a períodos mais prolongados de medidas restritivas.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email