Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A inflação de julho no México veio em linha com o esperado, com aumento tanto do headline quanto do core­, tal como antecipado pela inflação quinzenal.

Na ponta, no entanto, o dado foi mais positivo, com estabilização da alta de bens, tanto mercadorias alimentícias quanto não alimentícias. A inflação de serviços também parou de cair, mas puxada por setores mais voláteis, enquanto itens que respondem à fraqueza da atividade seguiram caindo.

headline passou de 3.33% em junho para 3.62%. A aceleração foi puxada pela alta de bens vista na primeira quinzena e pelo componente non-core.

  • O componente non-core subiu de 2.165 para 2.92%, diante do aumento de preços energéticos (-1.89% para 0.95%), parcialmente compensada pela queda de agropecuários (7.70% para 5.55%), embora siga em patamar elevado.
  • core passou de 3.71% para 3.85%, em função da alta vista na primeira quinzena do mês.
    • Na segunda quinzena, a inflação de serviços estabilizou na ponta. Contribuíram positivamente passagens aéreas e pacotes turísticos (embora ambos sigam desinflacionários), que foi compensada por continuada queda de habitação, recreação e atividades culturais, alimentação e acomodação, além de transporte por via terrestre. Ou seja, não fossem os itens voláteis relacionados a turismo, serviços continuaria cedendo.
    • O componente de bens também se manteve estável. Vestuário e artigos de residência continuaram acelerando, houve redução da inflação de medicamentos, bebidas e tabaco, entre outros.
  • Como consequência, o core mais relacionado ao câmbio parou de subir e o mais relacionado à salários devolveu a alta vista na primeira quinzena.

Felipe Sichel
Estrategista do banco digital modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Todos os dias diversas Corretoras e Casas de Análise atualizam seus boletins com as principais notícias do mercado de investimento. Acesse agora!