Ministro das Finanças da Alemanha diz que país tem poder de fogo para a crise

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

O ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, disse, em entrevista à Bloomberg TV, que o país usará todos os instrumentos necessários para garantir que a economia supere a crise causada pelo coronavírus. “Temos poder de fogo e vamos usá-lo”, afirmou.

Scholz argumentou que o pacote de 750 bilhões de euros, proposto pelo governo, será suficiente para os próximos meses, mas não descartou a possibilidade de implementar novos estímulos quando a pandemia terminar. “É preciso lembrar que existe um sistema de programas sociais que funciona quase como um estabilizador automático”, salientou.

Para o ministro, os estímulos devem ser idealizados de forma “temporária e direcionada”, a fim de garantir a retomada da economia. Ele garantiu que os bancos não correm risco e têm espaço suficiente para emprestar a empresas e cidadãos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também