Publicidade

Menos EUA, mais Ásia: onde investir conforme os analistas?

Tempo de leitura: ‍

Imagem: Freepik

Alguns especialistas acreditam que é o momento certo para os gestores financeiros aumentarem a sua exposição a mercados fora dos EUA. Para eles, a Ásia é um bom começo porque enquanto as ações da China, a maior economia da região, estão em dificuldades, a Índia e o Japão estão entre os mercados com melhor desempenho do mundo. Para os investidores que procuram mordiscar as ações asiáticas, parte da volatilidade pode ser mitigada com dividendos.

Quais ativos investir

ETF KraneShares S&P Pan Asia Dividend Aristocrats (KDIV) –  segue o S&P Pan Asia Dividend Aristocrats Index, atribui mais de um terço do seu peso às ações chinesas. É o maior pagador de dividendos dos mercados emergentes em termos de dólares. No entanto, o fundo negociado em bolsa tem outros benefícios a serem considerados.

A atribuição de mais de 28% da KDIV ao Japão não deve ser ignorada. Não numa altura em que as acções japonesas estão em alta e não em que as empresas estão cada vez mais a adoptar recompensas para os accionistas, incluindo dividendos e programas de recompra de ações.

A Austrália, há muito tempo um dos mercados de dividendos mais confiáveis ​​fora dos EUA, é a terceira maior exposição da KDIV a um país, com um peso de 14,18%. Tal como acontece nos EUA, as ações australianas atingiram recentemente recordes, mas também estão em dívida com os dados de inflação. Esse país é frequentemente um mercado de dividendos elevados, mas o rendimento dos dividendos dos últimos 12 meses no índice MSCI Australia é de 3,67%, o que não é alarmantemente elevado e implica algum espaço para o crescimento dos pagamentos. (Fonte: ETF Trends)

 ETF KraneShares Electric Vehicles & Future Mobility Index (KARS) – combina a pluralidade da China com investimentos na Europa, no Sudeste Asiático e nos Estados Unidos. Isso ajuda a oferecer um investimento diversificado, mas pesado, em veículos elétricos na China. Cobrando 72 pontos base (bps), a estratégia mostrou algum desempenho notável a longo prazo. O ETF superou a média do segmento Factset nos últimos cinco anos, retornando 2,4%. Esse tipo de desempenho a longo prazo demonstra a defesa a longo prazo das energias renováveis ​​e da paciência da diplomacia. (Fonte: ETF Trends)

Recomendado no Clube Acionista: BFXI39

O BFXI39 é da gestão da BlackRock e é um dos ETFs mais recomendados no Clube Acionista. Tem um volume diário (média diária 6 meses) de R$ 41.878,19 e um patrimônio de R$ 532.740. Os 35 investidores buscam acompanhar a variação do índice FTSE China 50. 

O índice FTSE China 50 ticker (FXI) procura medir o desempenho do mercado de ações em evolução da China, os Índices FTSE China incluem uma gama de referências projetadas para apoiar investidores nacionais e internacionais que buscam acessar este conjunto de oportunidades únicas.

Acompanhe as recomendações BDRs de ETFs, por aqui.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.
Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

B3 (B3SA3): hora de comprar, manter ou vender?

A B3 (B3SA3) teve lucro líquido recorrente de R$ 1,1 bilhão no 1T24, em linha com as estimativas, representando um aumento de 7% em relação ao trimestre anterior e uma diminuição de 7% em relação ao mesmo período de 2023. Segundo o Itaú BBA, que recomenda compra, as receitas ficaram

XP escalou BDR de multinacional americana com atuação bem diversificada

O BDR da 3M (MMMC34) faz parte da Carteira Top Dividendos Globais da XP. De acordo com os analistas da corretora, a 3M é uma empresa multinacional americana que atua em áreas como saúde, segurança, eletrônicos, indústria, entre outros. Seus produtos são utilizados em diversas áreas da vida cotidiana, desde

Investidores céticos impede maiores altas da Bolsa brasileira

O mercado financeiro brasileiro vive um momento de recuperação cautelosa com investidores céticos conforme nossa pesquisa que avalia o sentimento do consenso dos analistas e gestores. A mudança de humor em relação à Bolsa sugere um equilíbrio frágil entre o otimismo e a preocupação com os riscos fiscais. Ainda que

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Agendas
Análises
Carteiras
Recomendações
Recomendações (IA)
Análises Técnicas
Análises Fundamentalistas
Filtro de Oportunidades

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.