Mastercard: Pagamentos por aproximação ultrapassam 19 milhões no mês de junho

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

As transações por aproximação bateram recorde de uso no mês de junho, superando 19 milhões no Brasil. Entre os estabelecimentos preferidos do consumidor para utilizar essa modalidade de pagar, estão os supermercados, postos de combustível, além de farmácias e redes de fastfood.

Os dados são do estudo global da Mastercard realizado em 15 mercados, incluindo o Brasil. A cidade de São Paulo, segundo a pesquisa, é a que mais realiza transações por aproximação no Brasil.

Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o número de pagamentos por aproximação passou de R$708 milhões para R$3,9 bilhões no primeiro trimestre de 2020, um aumento de 456% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos