MAGAZ LUIZA (MGLU3) – Aquisição da Hubsales, plataforma que indústrias vendem direto para consumidores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

O Magazine Luiza anunciou a conclusão da compra da Hubsales, plataforma por meio da qual fabricantes de diferentes segmentos com pouca ou nenhuma familiaridade com o digital oferecem seus produtos diretamente aos consumidores por meio de plataformas de marketplace, segmento conhecido como Factory to Consumers (“F2C”).

Esse modelo, já consolidado em países asiáticos, elimina intermediários, aumentando a margem da indústria e reduzindo os custos de distribuição.

A Hubsales auxilia o seller (vendedor) – nesse caso uma indústria – a fazer desde o cadastro e upload do catálogo nas plataformas; até a gestão de pedidos e marketing, até pós venda, garantindo qualidade das informações prestadas e acompanhamento do nível de serviço. Com essa expertise, o sortimento oferecido pelas indústrias ganha relevância nas plataformas e elas têm a oportunidade de escalar de forma significativa seus negócios por meio do e-commerce.

A Hubsales é especializada nos setores calçadista e de confecções, com foco na região de Franca (SP), movimentando mais de 100 milhões de reais e mais de 700 mil pedidos anuais. O valor da compra não foi divulgado.

Com a aquisição, o Magalu entra com relevância no segmento Factory to Consumers (F2C) e, com a expansão da Hubsales; poderá integrar produtores de diversos outros pólos industriais espalhados pelo Brasil, contribuindo para a expansão do sortimento do Magalu.

Adicionalmente, o Magalu poderá ampliar os serviços prestados pela Hubsales às indústrias (sellers) oferecendo novas possibilidades de logística, pagamentos e tecnologia, dentro do pilar estratégico Magalu ao seu Serviço.

A aquisição da Hubsales acelera a entrada de novas indústrias na plataforma marketplace do Magalu; o que representa mais um passo na estratégia da Companhia de digitalização do varejo brasileiro.

A ação MGLU3 fechou cotada a R$ 83,29 com alta de 74,74% em 2020.

GUIDE INVESTIMENTOS: MAGAZ LUIZA (MGLU3) compra a Hubsales

A varejista anunciou um acordo de compra da Hubsales, startup que opera em modelo de venda de serviços,; como por exemplo logística e estocagem,para a indústria de calçados e confecções de Franca.

A aquisição segue a estratégiada Magazine Luiza de trazer a indústria brasileira para o marketplace da empresa.

A Hubsales presta esses serviços e também consegue conectar o fabricante com diferentes marketplaces pelo país.

Através da nova aquisição, o Magazine Luiza vai usar o conhecimento da Hubsales para repetir o modelo de operação da startup em outros polos fabris, de acordo com Frederico Trajano, presidente do Magazine Luiza.

Impacto: Positivo. A aquisição segue a estratégia da empresa de digitalizar o país. A Hubsales irá conectar os clientes à plataforma da Magalu, através do serviço às fábricas, como logística, gestão de estoques e promoção de produtos. A varejista quer utilizar os seus centros de distribuição para estocar mercadorias das indústrias; de modo que os intermediários percam força e acabam até mesmo integrando ao marketplace da companhia.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Planner

Planner

A Planner tem o compromisso de transformar oportunidades do mercado financeiro em resultados que adicionam valor ao patrimônio de pessoas e empresas. Conheça mais sobre os conteúdos da corretora em www.planner.com.br/conteudo/educacional

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.