Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A forma didática de falar de economia abre caminho para a educadora financeira, Mirna Borges, chegar a mais de um milhão de brasileiros.

A lupa em temas do dia a dia, como uso do cartão de crédito, endividamento e até o auxílio emergencial em meio à pandemia tem ajudado mais de 1 milhão de pessoas que acompanha o canal do YouTube EconoMirna, comandado pela educadora financeira Mirna Borges.

Com uma linguagem simples, ela se tornou uma das referências em redes sociais ao percorrer com autoridade e didatismo temas que vão da complexidade dos fundos de investimentos imobiliários às entrelinhas da caderneta da poupança. E os conteúdos vão além de vídeos: estão espalhados pelas contas no Instagram e no Facebook, assim no canal EconoMirna.com – Finanças Sinceras.

Qual é o segredo para fisgar tantos seguidores?

Explicar de forma simples e descomplicada. Traduzir, e não usar o “economês” que assusta tantos brasileiros. Ao falar de forma simples, uma barreira já fica para trás e me aproximo dos investidores iniciantes. Tento ser didática na hora da explicação. Gosto de tudo bem detalhado, com vídeos feitos com início, meio e fim, seguindo uma ordem de raciocínio.

Em que momento aconteceu a virada de chave e sua exposição “viralizou”?

O crescimento do YouTube Economirna se acentuou quando começamos a postar vídeos que meus seguidores mais buscavam, com temas de cartão de crédito e de contas digitais.

Que estratégia você utilizou para alcançar sua independência financeira e qual é a sua definição disso?

Investir em mim mesma para que tivesse uma melhor remuneração do meu trabalho. O que nos enriquece é o nosso trabalho e o quanto somos remunerados por ele. Lógico que você gastar menos do que ganha, investir parte doa seus ganhos mensalmente e saber quais são as melhores aplicações são passos fundamentais na sua jornada de independência. Em relação aos meus investimentos, a estratégia é de aplicar grande parte do valor em ações para formação da carteira previdenciária.

Qual foi seu grande tombo como investidora?

Aceitar todos os produtos que a gerente do meu banco me ofereceu e achar que estava assinando o passaporte da riqueza. Eu simplesmente, naquela época, não tinha noção do que fazer com o meu dinheiro, e quando não temos conhecimento, as chances de fazermos péssimas escolhas é enorme.

E o grande acerto?

O meu grande acerto foi, sem dúvidas, dividir meus erros com outras pessoas buscando ensiná-las sobre a melhor forma de cuidar do dinheiro. Tudo que eu aprendi errando e consequentemente perdendo dinheiro, eu ensino hoje para que elas possam fazer melhores escolhas.

Quem te inspira?

Na área de investimentos especificamente não há ninguém. Tenho um para todas as áreas da minha vida: Jesus Cristo.

O que teve que adaptar em função deste “novo normal”?

Em relação ao meu trabalho com o YouTube, no primeiro momento da quarentena priorizamos lives ao invés de vídeos. Hoje, a agenda de vídeos já se normalizou no canal. Também postamos muito conteúdo para ajudar empreendedores nesse momento conturbado a cuidarem das finanças da empresa e pessoas a cortarem gastos, gerenciarem as finanças, fazerem a reserva de emergência. Falamos também sobre o auxílio emergencial.

Tem uma “dica de ouro” para os leitores do Acionista?

Leve essa frase para vida: quanto maior o retorno oferecido, maior será o risco que você irá correr. Não tenha pressa. Conhecimento vem com estudo e muita prática. E entenda seu perfil de investidor, tenha clareza dos seus objetivos e da sua fase de vida antes de investir o seu dinheiro.

Quer saber mais?

Separamos dois vídeos especiais do canal de Mirna Borges para você conferir.

Como comprar sua primeira ação

7 coisas para saber antes de investir em FIIs

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.