KLABIN S/A (KLBN11) se aproxima do final do pagamento de royalties

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A Klabin recebeu a recomendação de voto favorável à operação da empresa de incorporação da Sociedade Geral de Marcas (Sogemar); pelas as duas principais consultorias de aconselhamento a investidores institucionais, Institutional Shareholder Services (ISS) e Glass Lewis.

O fato a coloca mais próxima do fim do pagamento de royalties pelo uso da marca e seus controladores. Vale ressaltar que faltam pouco mais de dez dias para a Assembleia geral extraordinária (AGE) que irá deliberar a nova proposta.

Nos últimos dez anos, a Klabin pagou cerca de R$ 430 milhões em royalties decorrentes dos contratos de licenciamento firmados com Sogemar e Klabin Irmãos & Cia (KIC).

Apenas em 2019, a cia pagou R$ 58 milhões, ou 1,3657% do faturamento líquido gerado pelos produtos de papel cartão e embalagens de papelão ondulado identificados com as marcas.

Impacto: Positivo. A Klabin vem pagando, ao longo do últimos anos, uma quantia relevante referente aos royalties a Sogemar. A incorporação da empresa permitirá o final destes gastos. Os termos da transação vem sendo renegociados entre as famílias controladoras e a BNDESPar; braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também