Justiça cassa liminar e parte de empregados de Furnas terá que retornar

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A juíza do trabalho titular da 5a Vara de Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, Monica Rodrigues, revogou na tarde desta quarta-feira, 12, a própria medida liminar, concedida no dia 8, que impedia o retorno de parte dos empregados de Furnas às instalações da empresa no estado do Rio de Janeiro, incluindo a sede da companhia, no Centro do Rio.

A liminar impedindo a volta ao trabalho em plena pandemia do covid-19 havia sido concedida ao sindicato dos trabalhadores das empresas de energia do Rio de Janeiro (Sintergia). A previsão era de que o início do retorno começasse ontem (11).

Segundo a empresa, que é uma subsidiária da Eletrobras, o planejamento para o retorno ao trabalho presencial dos colaboradores “cumpre rígidos protocolos baseados no acompanhamento da situação epidemiológica de cada localidade, além de medidas para garantir o distanciamento mínimo entre os trabalhadores, utilização de EPIs e outros recursos tecnológicos”, afirmou em nota.

O retorno será gradual e envolve empregados que exercem funções de suporte essenciais à manutenção do negócio da empresa e que foram impactadas pela pandemia. Não haverá retorno dos trabalhadores do grupo de risco, disse a companhia.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos