Publicidade

JP Morgan (JPMC34) nas recomendações de XP e Pagbank; entenda

Tempo de leitura: ‍

Imagem: Freepik

O JPMorgan Chase (JPMC34) é o maior banco de investimento e serviços financeiros do mundo em capitalização de mercado e sempre top pick dos analistas. Fundado em 1799 e com sede nos Estados Unidos, o banco possui uma vasta gama de serviços e longa história de excelência e inovação financeira. 

O “bancão” é reconhecido por sua solidez financeira, experiência em mercados globais e capacidade de fornecer soluções personalizadas para seus clientes.

“Nas décadas recentes, o banco tem firmado seu lugar como referência, e realizou aquisições oportunísticas em momentos chave do setor bancário americano, contribuindo para evitar impactos em maior escala sobre o sistema financeiro global (podemos destacar a crise de 2008 e a crise dos bancos regionais de 2023 como alguns exemplos)”, comentam os analistas da XP.

Eles ressaltam que a ação tende a ser defensiva, uma vez que a empresa se sobressai ante os pares em momentos de estresse, e é uma sólida pagadora de dividendos. 

Para o PagBank, apesar de alguns números do 1T24 terem frustrado parte do investidores, que esperavam uma receita maior do banco em razão do cenário de juros altos nos EUA, “seguimos confiante que o banco seguirá sendo um nome sólido e com boas perspectivas para o longo prazo dentro do setor financeiro”.

1T24 da JP Morgan (JPMC34)

  • Receita: Subiu 21.3% A/A para US$ 42.55bi (estimado 41.64bi – surpresa de +2.2%)
  • Lucro: Subiu 6.1% A/A para US$ 12.94bi (estimado 11.95bi – surpresa de +8.3%)
  • Lucro por ação:  US$4.63 (estimado US$ 4.17 – surpresa de +11.1%)

“Com franquias líderes de banco de investimento, banco comercial, cartão de crédito, banco de varejo e gestão de ativos e patrimônio, o JPMorgan é realmente uma força a ser reconhecida”, comenta Suryansh Sharma, analista de ações da Morningstar . “A combinação de escala, diversificação e gestão de risco sólida do banco parece um caminho simples para a vantagem competitiva, mas poucas outras empresas foram capazes de executar uma estratégia semelhante”, diz a analista.

Além disso, JPMorgan também possui uma classificação de alocação de capital da Morningstar como exemplar. Isso porque a  administração tomou decisões de investimento inteligentes. Conforme a Morningstar, um exemplo foi quando a empresa evitou os títulos garantidos por hipotecas que afetaram muitos outros bancos durante a crise financeira global, ao mesmo tempo que investia sabiamente noutros locais.

“Ao longo da última década”, observa Sharma, “as aquisições do JPMorgan, os investimentos em crescimento orgânico e os investimentos internos em tecnologia construíram a franquia bancária mais dominante dos EUA”, afirma Sharma.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.
Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Dólar fecha a R$ 5,56 e desistência de Biden não impacta

Logo cedo a expectativa era que a reviravolta nas eleições dos Estados Unidos poderia causar algum movimento perigoso no mercado, com a desistência de Joe Biden à reeleição. Entretanto, por aqui, o dólar operou em queda expressiva frente ao real nesta segunda-feira (22), devolvendo alguns dos ganhos recentes, à medida

Copel (CPLE6) ou Eletrobras (ELET3) como estão nas recomendações?

O Acionista destaca duas gigantes do setor: Copel (CPLE6) e Eletrobras (ELET3), cabe a você investidor escolher. As empresas do setor elétrico sempre foram preferência de investidores pela resiliência e pelos dividendos. Naquela ideia “barsista” de colocar na carteira empresas que emitem boletos. No entanto, mesmo com o sucesso dessas

O que esperar para os FIIs no segundo semestre?

Em meio a um cenário desafiador, os investidores de Fundos Imobiliários (FIIs) precisam ser mais seletivos. Segundo analistas do BTG Pactual, a preferência atual é por fundos conservadores, focando em ativos de crédito e contratos atípicos. Veja por aqui os FIIs de papéis mais recomendados para investir conforme o consenso.

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Agendas
Análises
Carteiras
Recomendações
Recomendações (IA)
Análises Técnicas
Análises Fundamentalistas
Filtro de Oportunidades

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.