MANHÃ DO MERCADO: Bolsonaro recebe resultado de teste de coronavírus às 12h

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Terra

CENÁRIO EXTERNO: REALIZAÇÃO

Mercados… Bolsas asiáticas encerraram a sessão de 3ªf com desempenhos predominantemente negativos. Na zona do euro, ativos de risco amanheceram com viés baixista. O Stoxx 600, índice que abrange uma gama de ativos ao redor do continente europeu, recua 0,9% até o momento. Nos EUA, futuros de NY também esboçam uma abertura desfavorável para ativos de risco americanos, com variações negativas da ordem de 1,0%, enquanto o dólar (DXY) ganha terreno contra seus principais pares. No plano das commodities, ativos ilustram a piora de humor nos mercados. O petróleo (Brent Crude) recua 1,2%, negociado próximo dos R$ 42,50/barril.

Realização… Após uma 2ªf forte para ativos de risco, bolsas globais amanheceram em tom de baixa ao redor do globo. Os principais índices de mercado estão devolvendo parte dos ganhos angariados na sessão de ontem seguindo a divulgação de dados econômicos frustrantes na Alemanha. A manutenção das preocupações com o ressurgimento da pandemia do coronavírus também continua como fator condicionante das decisões de investimento.

Indústria alemã… A produção industrial na Alemanha, maior economia europeia, apresentou um resultado aquém do esperado em maio, avançando 7,8% enquanto as projeções de mercado apontavam para uma alta da ordem de 11,0% no período. O dado passou a mostrar a recuperação do setor após a contração recorde de 17,9% em abril, reflexo da parada abrupta da indústria uma vez que as medidas de isolamento social passavam a vigorar no país. Enquanto o investimento em bens de capital liderou a retomada no mês, a capacidade ociosa da indústria continua em patamares historicamente altos, acompanhada de um avanço menor do que o esperado dos novos pedidos no período.

Cenário desafiador… Como a Alemanha é um país que depende muito das suas exportações, a recuperação em outros membros do bloco europeu e no restante do mundo serão necessárias para uma retomada mais forte de sua economia. Em suma, o dado mostra que a atividade econômica superou o pior da crise em maio, mas ao mesmo tempo sinaliza que levará tempo para que os níveis de atividade pré-2020 sejam alcançados.

Agenda… Além da produção industrial alemã, o investidor avalia o relatório de emprego Jolts de maio (11h) e os discursos de 3 dirigentes do Fed em webinar, às 15h. Participarão Randal Quarles (vice-presidente de supervisão do Conselho de Governadores do Federal Reserve), Thomas Barkin (Fed de Richmond) e Mary Daly (Fed de São Francisco).

BRASIL: BOLSONARO RECEBE RESULTADO DE TESTE DE CORONAVÍRUS ÀS 12H

Bolsonaro tem suspeita de coronavírus… Ontem à noite, a Band News revelou que o presidente Jair Bolsonaro acordou indisposto e com sintomas da covid-19. Pela tarde, Bolsonaro foi para Hospital das Forças Armadas (Brasilia) onde foi sujeito a uma bateria de testes; entre eles uma chapa do pulmão (raio x), que não revelaram anormalidades. Um teste com um resultado definitivo sobre uma possível infecção de coronavírus deve ser divulgado hoje às 12h.

A saúde como fato político… A postura negacionista do presidente, hoje muito menos intensa do que no amanhecer da pandemia, torna a sua saúde pessoal em fato político. Além das previsíveis celebrações de mau gosto, a eventual confirmação do quadro de covid-19 forçará o presidente a confrontar todos os seus controversos posicionamentos sobre a natureza da doença que já levou a vida de mais de 65 mil brasileiros. Histórico de atleta, gripezinha, cloroquina, a rejeição das medidas de isolamento social, o veto ao projeto de uso obrigatória das máscaras; entre vários outros voltaram à tona e serão (incorretamente) legitimados ou invalidados pelo desenvolvimento e desfecho da doença.

Senadores jogam balde de água fria nas privatizações de Guedes… Segundo conversa realizadas com líderes do Senado pelo site Poder360, os integrantes da Casa Alta não compartilham do otimismo do ministro Paulo Guedes (Economia). Guedes anunciou em entrevista durante o fim de semana que pretende fazer “3 ou 4” grandes privatizações nos próximos 90 dias.

“O que depender de lei vai travar”… As três lideranças partidárias (PSL, Rede e PT) que abordaram o tema durante a entrevista demonstraram grande ceticismo em relação ao cronograma; ou possibilidade de qualquer aprovação pelo Congresso, ainda este ano, de qualquer privatização. Segundo uma determinação do STF, toda privatização de uma empresa matriz necessariamente precisará do aval do Legislativo Federal. O governo ainda poderá privatizar subsidiárias, como fez no ano passado com a BR Distribuidora, braço da Petrobrás de postos de combustíveis, que passou a ter mais capital privado do que público.

Mourão “Compromisso com Amazônia é inabalável”… Em tentativa de apaziguar ânimos no exterior, o vice-presidente Hamilton Mourão prometeu que o governo não permitirá o desmatamento ilegal na região amazônica. Mourão fez a declaração quando defendia um projeto que trata da regularizar terras ocupadas, sem a necessidade de vistoria, em propriedades da União localizadas na Amazônia.

Embate na Câmara… O projeto, que inclui concessões à interesses ambientalistas, ainda angaria resistência da oposição e de entes internacionais. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara de Deputados, foi forçado a retirar o projeto da pauta devido à falta de convergência em torno da matéria. A continua devastação da Amazônia ameaça a atratividade das exportações brasileiras (agro) e o fluxo de investimento externo que entra no país.

Na agenda… Não há dados previstos para serem divulgados no dia de hoje.

E os mercados hoje?… Mercados globais tem manhã de perdas após forte desempenho nesta 2ªf. A publicação de dados econômicos frustrantes na Alemanha e a manutenção do receio em torno do ressurgimento da pandemia do coronavírus em algumas regiões do mundo atuam como principais drivers do movimento realização de lucros por parte dos investidores. No Brasil, as atenções estão voltadas para o quadro de saúde do presidente, após comunicado apontar que Bolsonaro estaria apresentando os sintomas da covid-19. O resultado do teste do presidente está previsto para sair às 12h. No pano de fundo, o mercado avalia a entrevista de Roberto Campos Neto (RCN) à Record, realizada na noite de ontem, além da entrevista de líderes do Senado ao Poder360, onde mostraram forte ceticismo com relação à agenda de privatizações prometida por Paulo Guedes. Assim, acreditamos que o mercado local deverá seguir à mercê do ambiente externo, em um dia que iniciou com um viés claramente negativo para ativos de risco. Na fronte cambial, a falta de preocupação de RCN com relação ao novo nível de equilíbrio do câmbio e a alta do dólar no exterior devem continuar pressionando o real contra o dólar.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.