Índice Ibovespa: o que é e como funciona

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Ibovespa

O Índice Bovespa, é o principal índice da bolsa de valores no Brasil. Basicamente ele funciona como uma carteira de ações, reunindo as principais empresas do mercado acionário brasileiro, tendo como os volumes de compra e venda e liquidez como um dos critérios.

Portanto o Ibovespa é representado como o indicador de desempenho médio das ações listadas na Bolsa.

Veja com mais detalhes

Vamos abordar:

  • O que é o Índice Ibovespa
  • Como funciona o Ibovespa
  • Produtos relacionados ao Ibovespa
  • Empresas do Índice

O que é o Índice Ibovespa

Conforme a própria B3 – A Bolsa de Valores de São Paulo -.

O Ibovespa é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 e reúne as empresas mais importantes do mercado de capitais brasileiro. Foi criado em 1968 e, ao longo desses 50 anos, consolidou-se como referência para investidores ao redor do mundo.

Reavaliado a cada quatro meses, o índice é resultado de uma carteira teórica de ativos. É composto pelas ações e units de companhias listadas na B3 que atendem aos critérios descritos na sua metodologia, correspondendo a cerca de 80% do número de negócios e do volume financeiro do nosso mercado de capitais.

Como funciona o Ibovespa

O Ibovespa é um dos principais indicadores financeiros para avaliar o desempenho das transações realizadas na Bolsa de Valores.

Por dia, são transacionados milhares de negócios na Bolsa, representado por diversos produtos. Os pontos indicam a prioridade dos investidores no momento, ou seja, se o valor for positivo, significa que há um volume médio maior de compradores do que de vendedores, resultando no movimento de alta nos preços dos papéis.

Por outro lado, os números negativos representa um volume médio maior na venda, com investidores desejando se desfazer dos ativos.

Como o índice é representado como uma carteira teórica, o percentual (%) de alta ou de baixa pode estar diretamente relacionado ao seu dinheiro investido. Sendo considerado um indicador médio de desempenho para se guiar, também conhecido como Benckmark (índice de referência usado para avaliar o desempenho de uma aplicação).

Produtos relacionados ao Ibovespa

A construção de uma Carteira de Investimentos pode ser feita através da compra de ações que estão (ou não) dentro do índice Ibovespa ou via produtos que acompanham o desempenho do mesmo.

Produtos relacionados conforme B3 –Você pode investir no Ibovespa através dos produtos indexados ao índice, que são:

  • ETF – Renda Variável
  • Futuro de Ibovespa
  • Futuro Mini de Ibovespa
  • Opção sobre Ibovespa
  • Operação Estruturada de Rolagem de Minicontrato de Ibovespa
  • Operação Estruturada de Rolagem de Ibovespa
  • Opção Flexível de Ibovespa
  • Opção Flexível de BOVA11

Uma das melhores formas para se investir nos índices da B3 é através dos ETFs, ou fundos de índices. Converse com a sua corretora e entenda qual investimento mais se adequa ao ser perfil. Para acessar a lista de corretoras ou saber mais sobre os ETFs, acesse os menus laterais.

Empresas do Índice

Há alguns critérios para a seleção das empresas no Índice Bovespa, como:

(+) A empresa precisa estar presente, pelo menos, 95% dos pregões no último ano;

(+) Ter, pelo menos, 0,1% do valor total negociado na Bolsa, no período;

(+) Não ter a cotação média menor do que R$ 1,00;

(+) Estar livre de processo de recuperação judicial, extrajudicial, regime especial de administração temporária ou intervenções;

(+) estar entre as empresas com maior Índice de Negociabilidade (IN) da bolsa nos últimos três anos, sendo que o IN é calculado a partir do número de negócios de uma ação e o volume financeiro gerado, comparado ao total de negociações da bolsa.

A cada 4 (quatro) meses a carteira é atualizada de acordo com os critérios exigidos, assim, equilibrando os pesos e a evolução do mercado.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos