Indicador Antecedente tem a maior retração da série, dizem FGV e Conference Board

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE) recuou 10,1% em abril, para 101,2 pontos, informaram nesta quinta-feira, 14, a Fundação Getulio Vargas (FGV) e The Conference Board. É a maior retração da série histórica do índice, iniciada em 1996.

Das oito séries que compõem o indicador, os três índices de expectativas de Indústria, Serviços e Consumidores foram os que mais pressionaram o resultado para baixo, com quedas de 46,6%, 33,5% e 28,9%, respectivamente. O IACE acumula queda de 14,2% nos seis meses encerrados em abril.

“O impacto das medidas de distanciamento social já pode ser verificado em uma série de indicadores recentes ligados ao nível de atividade na economia brasileira, sinalizando uma alteração na fase do ciclo econômico. O resultado do IACE em abril indica a continuidade dessa tendência nos próximos meses”, afirma, em nota, o pesquisador da FGV Paulo Picchetti.

Também em abril, o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições econômicas atuais, ficou estável na comparação com março, em 103,1 pontos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos