Fundos têm captação líquida de R$ 11,9 bi em março, diz Anbima

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Os fundos de investimento estão registrando entrada líquida de recursos a despeito da crise provocada pela pandemia do coronavírus. No acumulado do mês até a última sexta-feira, dia 20, a indústria de fundos anotou captação líquida de R$ 11,9 bilhões, conforme dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Entre as modalidades, o destaque ficou com os fundos de ações com a captação superando os resgates em R$ 5,8 bilhões no período.

No ano, a captação líquida acumulada da indústria de fundos chega a R$ 49,6 bilhões, de acordo com a entidade.

A maior saída no mês foi nos fundos de renda fixa, com saída líquida de R$ 5,34 bilhões. Uma das classes dessa modalidade que vem sofrendo com a crise são os fundos de crédito privado, por exemplo. No ano os resgates líquidos dos fundos de renda fixa chegam a R$ 15,3 bilhões.

Outra classe que registrou resgate líquido de 1º a 20 de março foi a dos fundos multimercados, que são aqueles que podem investir em diversas classes de ativos, com saída líquida de R$ 3,6 bilhões em março. No acumulado do ano, contudo, os multimercados ainda registram entrada líquida, com R$ 15,5 bilhões.

Além dos fundos de ações, que estão registrando entrada de recursos, os fundos de índices (ETF, na sigla em inglês), que são passivos, registraram no mês captação líquida de R$ 6,49 bilhões e no ano de R$ 10,5 bilhões.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email