Fornecedores de montadoras devem crescer 21,2% em 2021, diz Sindipeças

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Representante da indústria nacional de autopeças, o Sindipeças apresentou previsões que apontam a um crescimento de 21,2% do faturamento do setor no ano que vem. O desempenho deve ser puxado pelo aumento de 26% nos negócios com montadoras, que absorvem mais de 60% da produção de componentes automotivos.

Durante congresso virtual promovido pela Autodata, o presidente do Sindipeças, Dan Ioschpe, ponderou que o cenário continua bastante incerto, já que ninguém consegue prever quando o mundo vai conseguir debelar a pandemia.

“Não sabemos onde isso termina. Temos de conviver com essa insegurança”, afirmou o executivo.

Ele observou, por outro lado, que o maior receio ao uso de transporte coletivo gera interesse das pessoas na aquisição de carros de passeio, uma reação, citando como exemplo, constatada no mercado chinês.

Nas previsões do Sindipeças, a produção nacional de veículos deve voltar no ano que vem ao nível de 2,4 milhões de unidades, 21,4% acima do volume previsto para este ano, quando, conforme as projeções da entidade, as montadoras devem produzir 32,8% a menos.

Se confirmadas as previsões do Sindipeças, a indústria de autopeças vai faturar R$ 135 bilhões em 2021, sendo que 65,7% deste total virá dos pedidos feitos pelas montadoras. Ainda assim, o desempenho não será suficiente para o setor recuperar o faturamento de 2019: R$ 150,9 bilhões.

De acordo com Ioschpe, as condicionantes macroeconômicas serão decisivas no desempenho da indústria no ano que vem, dado que sinalizações positivas de reequilíbrio fiscal contribuem a juros mais baixos, inflação sob controle e, em ultima instância, taxas mais baixas nos financiamentos automotivos.

“Aí, as previsões podem estar conservadoras”, afirmou o presidente do Sindipeças.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email