Publicidade
Publicidade

A sensibilidade da inflação nos FIIs; veja como escolher as oportunidades

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Uma das principais temáticas do ano envolve a inflação, fato que sensibiliza o investidor na hora de escolher os melhores FIIs. Aqui no Brasil, no entorno da variação do IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (principal índice de referência do país), entre diversos relatórios do COPOM ao longo do último ano, presenciamos ajustes nas curvas de juros, aumentos da Selic, e uma inflação que não deu trégua. Cada semana um novo ajuste elevando a estimativa do indicador.

Neste sentindo, os fundos imobiliários sofreram por conta de uma competição mais direta com as alternativas da renda fixa, pois também se ajustam diante de cada variação e disputam pelo interesse dos investidores que buscam rentabilidade e lucro real.

Diversos analistas afirmam que o IPCA alto não é motivo para o investidor sair do fundo imobiliário, mas sim, avaliar criteriosamente as alternativas existentes.

Publicidade


A sensibilidade dos indicadores nos Fundos Imobiliários

Os fundos de tijolos, atualmente entre os mais recomendados pelos analistas conforme as Carteiras do Mês, são aqueles que demoram mais para captar a variação do indicador oficial da inflação, o IPCA. Já àqueles menos expostos à variação, são os fundos de papel, indexados ao CDI que, geralmente, captam a alta por aplicarem seus recursos entre alternativas como LCIs e CRIs.

Neste caso, diversos analistas afirmam que os fundos de papéis também servem como alternativa para se proteger da inflação. O BB Investimento, afirma que fundo de papéis estão atrativos neste momento, principalmente os de CRIs que tenham alta indexação ao índice. Outro indicador interessante é o IGP-M, muito utilizado para os contratos de aluguel e que, geralmente, tende a ser mais alto que o IPCA.

A incerteza com relação ao futuro do setor dos fundos imobiliários para o próximo ano é algo que ainda inibe alguns investidores, contudo, a modalidade está em crescimento e muitos analistas afirma que ainda há muito para evoluir, tanto em quantidade de investidores como em tipo de fundo surgindo como alternativa de investimentos.

Não é hora de sair dos FIIs

Qual a tendência do momento?

Muitos analistas afirmam que o investimento em FIIs não deve ser pautado em temáticas de curtíssimo prazo, mas sim sob um olhar mais amplo em que a tomada de decisão seja baseada no longo prazo visando a renda e a qualidade do produto.

O famoso “1% ao mês” tão deseja pelo investidor brasileiro é algo que pode ser conquistado pelo investidor através dos FIIs, contando ainda com a vantagem da isenção do Imposto de Renda sobre os dividendos distribuídos. Assim, enquanto este cenário se mantiver, os FIIs tendem a ganhar espaço na composição da carteira do investidor brasileiro e, em muitos casos, não apenas como um veículo de complemento de carteira de renda variável, mas sim, com o objetivo de buscar ganhos reais e receita recorrente.

Visão Macro

Nossa cobertura com 9 carteiras recomendadas disponíveis no ambiente FIIs, relatórios e muitas lives, proporciona a oportunidade de conhecer o que cada especialista vê como ideial para o momento. Aqui, realizamos uma verdadeira cobertura com o resumo do que está em pauta dos principais analistas do mercado, bem como, as indicações do momento.

Atualmente, os fundos de papéis estão ganhando espaço nas carteiras dos analistas, pois apresentam condições para manter o pagamento mensal com mais estabilidade dentro de um nível de Yield (juros) competitivo com a renda fixa. 

Por outro lado, observamos a sinalização de que há diversos fundos de outras modalidades (tijolos) que estão negociando com P/VP (valor patrimonial) abaixo de sua média, indicando potencial de geração de valor. Dentre as modalidades de tijolos, estão as lajes corporativas e os logísticos como destaque. Já os FIIs de Shoppings apresentam maior sensibilidade ao andamento da pandemia e possíveis medidas restritivas que devem ser acompanhadas ao longo do tempo. 

Clube Acionista

Quer saber onde estão os ativos mais recomendados pelos analistas? Confira por aqui.

Acionista.com.br

Acionista.com.br

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Você pode se interessar por

Acionista consome. Acionista investe.

Você como Acionista, consome da
empresa que investe?

Receba notícias pelo Telegram

Publicidade

Publicidade
Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Parabéns!
Cupom de Desconto Descoberto!

Cupom: BEMVINDO10

POR TEMPO LIMITADO

Você ganhou 15%OFF no pacote FIIS do Clube Acionista

CUPOM: CAFE15

Não vá embora ainda!

Conheça nosso Clube exclusivo e gratuito

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.