Setor de Bebidas: Empresas começam a ajustar preço da cerveja

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Maiores fabricantes de cerveja no país preparam novas tabelas de preço para entrar em vigor ainda no 2S20.

Considerando a inflação oficial do país, ainda há espaço a recuperar. O IPCA já acumula alta de 2,31% nos últimos 12 meses, até julho, e a cerveja consumida dentro de casa, cresceu 0,40%.

Por conta da pandemia, o preço dessa cerveja, que é consumida dentro de casa, cai 1,62%, até julho, e o IPCA sobe 0,46%, segundo dados do IBGE compilados pelo Valor Data.

Considerando a cerveja bebida fora de casa, o IBGE apurou alta de 0,68% nos primeiros sete meses deste ano, e aumento de 1,72% nos últimos 12 meses, até julho.

Os novos preços da Heineken deverão começar a vigorar nessa semana. A Ambev ainda não divulgou seus preços, mas disse que os manterá inalterados em bares e restaurantes; que foram muito impactados com a pandemia, obrigados a fechar as portas por meses a fio.

Desse modo, chopp e bebidas retornáveis, por exemplo, não terão os preços reajustados, como uma forma de atrair o consumidor de volta a um segmento onde a margem de lucro da cerveja é maior.

Impacto: Marginalmente Positivo. Cerca de 60% das bebidas alcoólicas é consumida em bares, restaurantes e eventos. Com a pandemia, e consequente fechamento destes estabelecimentos, os fabricantes de cerveja foram extremamente prejudicados, tendo fortes quedas na demanda. Isso levou os preços a menores patamares. A correção na tabela de preços nas próximas semanas pode ajudá-las financeiramente.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos