Explorando a Suzano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

A empresa a ser explorada hoje é a Suzano (SUZB3), que é uma das maiores produtoras verticalmente integradas de papel e celulose do mundo, com mais de 90 anos de experiência no setor.

A Suzano

A Suzano é uma empresa de base florestal, de capital aberto, controlada pela Suzano Holding e pertencente ao Grupo Suzano.

Com mais de 90 anos de atuação marcados pela inovação e pelo pioneirismo a Suzano é uma empresa 100% brasileira e referência global no desenvolvimento de produtos fabricados a partir do plantio do eucalipto, além de estar entre as maiores produtoras verticalmente integradas de papel e celulose de eucalipto da América Latina.

O portfólio de produtos contempla papel “Imprimir e Escrever” revestido e não-revestido, papelcartão, papel tissue, celulose de mercado e celulose fluff.

Em 2019, a Companhia era a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, também ocupando a primeira colocação como maior produtora de celulose de mercado, segundo a consultoria especializada na indústria de papel e celulose Hawkins Wright.

Os Serviços Prestados

A Suzano tem por objeto: (i) a fabricação, o comércio, a importação e a exportação de celulose, papel e de outros produtos oriundos da transformação de essências florestais, incluindo a reciclagem destes, bem como de madeira e de produtos relacionados ao setor gráfico;

(ii) a formação e a exploração de florestas homogêneas, próprias ou de terceiros, diretamente ou através de contratos com empresas especializadas em silvicultura e manejo florestal;

(iii) a prestação de serviços, a importação, a exportação e a exploração de bens relacionados ao objeto da Companhia;

(iv) o transporte, por conta própria e de terceiros;

(v) a participação, como sócia ou acionista, de qualquer outra sociedade ou empreendimento;

(vi) a operação de terminais portuários;

(vii) a geração e a comercialização de energia elétrica;

(viii) prestação de serviços de transporte aquaviário pelas modalidades cabotagem e navegação interior, bem como atividades auxiliares, tais como operação e sinalização náutica;

(ix) a prestação de serviços de operador portuário para movimentação e armazenagem de mercadorias, destinadas ou provenientes de transporte aquaviário, dentro da área de porto organizado; e

(x) a operação de aeroportos e campos de aterrissagem.

Áreas de atuação da Suzano. Fonte: RI da empresa

Os Pontos Fortes

A Suzano acredita que seus principais pontos fortes são:

Operações verticalmente integradas e baixos custos de produção:

As operações verticalmente integradas da Companhia garantem a flexibilidade de ajustar a produção e as vendas de papel e celulose com base nas mudanças de condições de mercado. A Suzano produziu aproximadamente 8.8 milhões de toneladas de celulose de mercado em 2019.

Além disso, a Companhia apresentou custo caixa de produção de celulose de mercado, ex-paradas programadas para manutenção, de R$ 663 por tonelada, o qual, acredita, com base em estudos da consultoria Hawkins Wright, representar um dos mais competitivos custo caixa de produção do mundo.

Líder em pesquisa e desenvolvimento genético de plantas:

A FuturaGene, subsidiária integral da Suzano, é líder em pesquisa e desenvolvimento genético de plantas para os mercados globais dos setores de plantios florestais renováveis, de biocombustíveis, bioquímicos e biomateriais.

Com centros de pesquisa no Brasil e Israel, a empresa desenvolve tecnologia sustentável para atender à crescente demanda por culturas produtoras de fibra, combustível e energia. A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou em 2015 o uso comercial do eucalipto com aumento de produtividade desenvolvido pela FuturaGene.

Qualidade superior de seus produtos e capacitação tecnológica:

Os papéis de imprimir e escrever produzidos com fibra de eucalipto apresentam melhor formação e distribuição na superfície da folha, qualidade na impressão, opacidade, uniformidade, maciez e corpo superior quando comparado aos papéis produzidos com outras fibras.

Da mesma forma, o papelcartão destaca-se pela qualidade de impressão, lisura superficial, rigidez, e alto desempenho em processos de impressão, corte, vinco e envase, características importantes para a produção de embalagens. Devido às características conferidas pela celulose de eucalipto, a demanda por esta fibra cresceu 2,6% em 2019 comparado à 2018 segundo dados do PPPC.

Produtos e mercados diversificados com sólida geração de caixa operacional:

A produção de papel e celulose para os mercados doméstico e internacional permite obter benefícios de diversificação, mantendo a Companhia bem posicionada tanto para atender o potencial crescimento do mercado doméstico como também para aproveitar as oportunidades oferecidas no mercado internacional.

Portfolio de produtos diversificado e complementar:

A Suzano apresenta um portfólio de produtos balanceado e complementar, composto por celulose de mercado, papelcartão, papel não revestido e papel revestido, sendo que a celulose de mercado contribui com mais da metade da receita líquida da Suzano.

Além disso, a Suzano foi a primeira empresa no mundo a utilizar fibra curta para a produção de celulose tipo fluff, usada em fraldas e absorventes. A entrada da Suzano neste mercado ocorreu em dezembro de 2015. Dentre as vantagens do projeto é possível citar a flexibilidade de produção de fluff ou papel de imprimir e escrever em relação à capacidade de produção atual e a redução de custos para os clientes.

As Estratégias

A Companhia tem como objetivo consolidar sua posição como uma das organizações empresariais de base florestal de maior rentabilidade e competência no setor. A Suzano busca evolução contínua, por meio da adoção de um conjunto de medidas e inovações que levam a Companhia a apresentar resultados econômicos e financeiros consistentes.

A geração de caixa permite a execução dos objetivos estratégicos para maximizar o retorno sobre o capital investido e gerar mais valor aos acionistas, baseados nos pilares de competitividade estrutural, negócios adjacentes e redesenho da indústria.

Competitividade Estrutural: aprimorar continuamente a eficiência operacional e a competitividade de seus ativos

A Companhia objetiva aprimorar a eficiência operacional e a competitividade de seus ativos, mediante a busca contínua na melhoria da qualidade dos produtos existentes, incremento em pesquisa e desenvolvimento, bem como através de ações voltadas para aumentar a excelência na gestão de suas áreas industrial e florestal.

Para tanto, investe em modernização e otimização para reduzir os custos unitários de produção e elevar sua produtividade florestal, industrial e administrativa, e continua a analisar e implementar ações que permitam aumentar sua eficiência operacional.

Negócios Adjacentes: foco no desenvolvimento de novos produtos com alto valor agregado, adjacente ao portfólio atual, provenientes da base florestal com alta rentabilidade e escalabilidade

A Companhia investe permanentemente em pesquisa para desenvolvimento de novos produtos de alto valor agregado para maximizar a rentabilidade da base florestal.

O pilar de negócios adjacentes busca novas utilizações da base de ativos para diversificar o portfólio de produtos de forma a reduzir a volatilidade. Foram anunciados nessa frente investimentos em biotecnologia (FuturaGene), na produção de celulose fluff, em lignina e na produção de tissue

Redesenho da Indústria: estratégia busca aumentar o retorno da indústria e reduzir a sua volatilidade

O pilar estratégico de Redesenho da Indústria busca formas para reduzir a volatilidade do retorno. Em uma indústria de capital intensivo como a de Papel e Celulose, o ROIC é muito dependente de variáveis exógenas (como câmbio e preço de celulose).

O objetivo é construir uma estratégia em busca de retornos menos voláteis por meio de M&A e/ou parcerias horizontal ou vertical, no Brasil ou em outras regiões.

A estratégia de longo prazo se mantém comprometida com a rentabilidade, para se tornar uma empresa ainda mais inovadora, com excelência operacional e sustentabilidade em suas operações. A Companhia pretende garantir sua sustentabilidade econômica, social e ambiental apresentando maior geração de valor aos seus acionistas, e aprimoramento contínuo das práticas de governança corporativa.

Principais motivos para se investir na Suzano. Fonte: Ri da empresa

Os Principais Riscos

Os benefícios que a Suzano espera alcançar ao operar como uma empresa combinada com a Fibria podem não ser alcançados;

A atividade da Suzano apresenta riscos operacionais relevantes que se materializados podem resultar na paralisação parcial de suas atividades e impactar adversamente os seus resultados e condições financeiras;

Atrasos na expansão das unidades industriais da Suzano, na construção de novas unidades ou no início ou aumento na produção antes da demanda (ramp up) de instalações novas ou ampliadas podem aumentar os custos da Companhia e afetar adversamente seus resultados e sua condição financeira;

A Suzano é titular de benefícios fiscais, cuja suspensão, decurso do prazo de vigência, cancelamento ou não renovação podem afetar adversamente os resultados da Companhia e geração de caixa líquida. Alterações na legislação fiscal podem impactar negativamente os negócios da Companhia;

Se a Suzano for incapaz de administrar os problemas e riscos em potencial relacionados a aquisições e alianças, seus negócios e perspectivas de crescimento podem ser afetados.

Os Principais Números

P/LP/VPAMargem LíquidaDividend
Yield (12m)
ROEDívida Líquida
/EBITDA
-4,5152,32-52,45% 5,16

Não se assuste, vamos explicar os indicadores para você:

Preço/Lucro é o múltiplo que indica o número de anos que o investidor receberia de volta o capital investido, considerando que os lucros se mantivessem constantes;

Preço/Valor Patrimonial por Ação indica quantas vezes o mercado está pagando pelo Patrimônio Líquido da empresa;

Margem Líquida indica o quanto a empresa teve de lucro sobre sua Receita Líquida.

Dividend Yield indica quanto a empresa pagou de dividendos em relação ao preço atual nos últimos 12 meses.

ROE é a Rentabilidade sobre o Patrimônio Líquido, ou seja, quanto de lucro a empresa teve em relação a seu patrimônio.

Dívida Líquida/EBITDA é quanto tempo levaria para pagar a dívida líquida da empresa (Bruta – Caixa) considerando o EBITDA atual. Normalmente, esse indicador é saudável quando ele é menor que 3.

Como você pode perceber, os indicadores da Suzano demonstram uma companhia que teve dificuldades nos últimos 12 meses, devido ao preço da celulose ter tidos grandes quedas no mercado internacional. Entretanto, os preços já demonstraram uma recuperação, e a tendência é positiva para Suzano, que, como vimos, busca se tornar mais eficiente após a fusão com a Fibria. De qualquer modo, fique atento aos riscos apresentados também na hora de realizar o investimento.

Então, compro Suzano?

Isso é você quem tem que decidir, mas obviamente estamos aqui para te ajudar.

A nossa plataforma de carteiras recomendadas é a mais completa do país, possuindo relatórios, análises e recomendações de mais de 15 equipes de analistas das principais corretoras e bancos do país.

Acesse as nossas Carteiras Recomendadas, confira a opinião dos analistas sobre a Suzano e tome sua decisão apoiada pela maior cobertura do mercado financeiro.

Fonte: RI da Companhia

Ficou com alguma dúvida? Aproveite o nosso formulário para enviar algum feedback, sugestão de pauta, críticas ou qualquer tema do seu interesse. Nós vamos te ouvir!

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Acionista

Acionista

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.