Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ex-membro da equipe econômica diz que saída de Funchal e Bittencourt era esperada

Data da publicação

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Data da publicação

Os pedidos de demissão do secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e do secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, era uma coisa óbvia e esperada por um ex-secretário da equipe economia de Paulo Guedes, que pediu para não ter seu nome revelado.

“São dois ótimos profissionais que têm um nome a zelar e a economia está se desviando do que era o propósito inicial, de um governo liberal, sem intervenções e compromissado com o tripé macroeconômico”, disse a fonte.

Publicidade

Para ao ex-secretário, o DNA de Funchal e Bittencourt é de profissionais liberais, com visão menos intervencionista e de responsabilidade macroeconômica clássica, que prezam por câmbio flutuante, metas fiscais e metas de inflação.

“Contas públicas são importantes, câmbio e inflação são importantes. O mercado não é senhor das coisas, mas tem que valorizar as respostas que ele dá ao que o governo faz”, considerou a fonte.

Para ela, com o DNA liberal não se pode falar em quebra de contatos como foi o caso dos precatórios, não se pode fechar os olhos para uma inflação de dois dígitos. Há que se cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Regra de Ouro.

“Para o que estão querendo fazer é preciso outra equipe. Contrataram músicos para tocarem Beethoven e agora querem que eles toquem tango. Tem que ser outra equipe”, disse o interlocutor.

O ex-secretário questiona o valor de R$ 400 para o novo Bolsa Família. “Por que não R$ 500 ou R$ 5 mil? Se é só vontade política, porque não aumentar o salário mínimo para R$ 20 mil? Porque na pratica as contas precisam fechar”, afirmou, acrescentando que amanhã os ativos devem piorar em reposta às demissões de Funchal e Bittencourt.

Autor

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.