Publicidade
Publicidade
Publicidade

Evolução da capacidade de investimentos das empresas de capital aberto brasileiras em 2021

Data da publicação

Categoria

A Economatica é referência no desenvolvimento de sistemas para análise de investimentos. Desde sua fundação em 1986, a empresa mantém 100% de seu foco na coleta e gerenciamento de bases de dados de altíssima confiabilidade, bem como no desenvolvimento contínuo de ferramentas de análise de alta performance.

Categoria

Data da publicação

Evolução da capacidade de investimentos das empresas de capital aberto brasileiras em 2021 atinge o melhor resultado desde 2014 – Brasil tem melhor relação Capex/Depreciação que USA e México

Utilizamos os dados dos demonstrativos financeiros apresentados pelas empresas de capital aberto à CVM entre os anos de 2011 e 2021 e consideramos na amostra somente empresas com dados disponíveis em todos os anos da amostra.

Capex/Depreciação é o indicador que avalia o nível de investimentos que as empresas efetuam com relação ao nível de depreciação no mesmo período.

Publicidade

A amostra conta com 216 empresas com dados disponíveis de 2011 a 2021, foi excluída da amostra a Petrobras tendo em vista que a empresa distorce a pesquisa devido ao elevado nível de Capex e depreciação comparada com as demais empresas.

Mediana de Capex/Depreciação com a amostra fixa de 216 empresas
O gráfico a seguir apresenta a mediana do Capex/Depreciação das 216 empresas nos 11 anos até 2021 e podemos verificar que o índice tem queda constante de 2011 até 2017, com recuperação no ano de 2018. Nos anos de 2019 e 2020 o índice registra queda, com recuperação expressiva no ano de 2021.

O Capex/Depreciação no ano de 2021 é de 136,9% contra 89,7% no ano de 2020, crescimento de 45,9 pontos percentuais. O resultado de 2021 é o melhor já registrado desde 2014 quando o índice era de 144,7%.

O Capex/Depreciação no ano de 2021 é de 136,9%, o que significa que as empresas na mediana investiram 1,36 vezes a sua depreciação, já no ano da pandemia de 2020 a relação foi de 89,7%.

Os níveis de investimento a partir de 2011 começam a diminuir por seis anos consecutivos até 2017. No ano de 2018 o Capex/Depreciação quebra a sequência de seis anos e nos anos de 2019 e 2020 torna a ter quedas, porém menos acentuadas.

Nos anos de 2017, 2019 e 2020 o índice é menor que 100%, o que significa que na mediana as empresas investiram menos que a depreciação.

Utilizamos a mediana do indicador porque dessa maneira minimizamos o impacto de grandes empresas no índice, já que uma empresa pode ter um valor nominal de Capex ou Depreciação muito elevado e que acaba distorcendo a amostra nominal.


Evolução de Capex e Depreciação – valores nominais – amostra fixa 216 empresas
Alternativamente plotamos o gráfico com a evolução do Capex e Depreciação em valores nominais e a relação de Capex/Depreciação das 216 empresas da amostra sem Petrobras.

Verificamos que o Capex tem certa volatilidade já que em alguns anos os investimentos são maiores que em outros e o maior valor é registrado no ano de 2021 com R$ 200,1 bilhões. O segundo maior valor ocorre em 2015 com R$ 153,6 bilhões.

Publicidade

No ano de 2020 percebemos o primeiro ano em que o valor nominal do Capex de R$ 127,6 bilhões é inferior ao da depreciação de R$ 133,7 bilhões. A situação se reverte no ano de 2021.

Efetuando a relação entre o Capex e Depreciação verificamos que em todos os anos a relação é superior a 100%, exceto no ano de 2020 quando o índice cai para 95,5%.

Devemos alertar que esta maneira de cálculo pode ter distorções por existirem empresas com investimentos ou depreciação completamente fora da normalidade.


Brasil, México e USA – Mediana Capex/Depreciação – Amostra variável
O gráfico a seguir apresenta a mediana do Capex/Depreciação de empresas não financeiras do Brasil, USA e México.

A amostra possui quantidade de empresas variável entre 2011 e 2021, tendo em vista que o levantamento calcula a mediana do indicador com todas as empresas com dados em cada um dos anos nos três países.

Percebemos que pelo terceiro ano consecutivo em 2021 a mediana das empresas de capital aberto brasileiras é superior à mediana das empresas dos USA e México.

A mediana das empresas brasileiras em 2021 é de 147,9 % contra 115,2% das empresas nos USA e 84,0% do México.

Na mediana da amostra móvel verificamos que no Brasil a relação de Capex e Depreciação é menor que 100 % somente em 2020.

Após o nível de 2019, quando as empresas brasileiras atingiram 97,0%, vemos recuperação forte no ano de 2021 quando a mediana é 147,9%, valor que não era registrado desde 2014 quando o indicador foi de 158,4%.


Petrobras
O gráfico a seguir mostra a evolução do Capex e Depreciação de 2011 a 2021 da Petrobras e podemos verificar que a relação no ano de 2021 é de 13,9%, que é o menor valor da série.

O Capex nominal em 2021 é de R$ 8,8 bilhões, que é o menor valor da amostra. Em 2019 a empresa tinha retomado os investimentos com R$ 56,1 bilhões, que diminuíram em 2020 e 2021.

Publicidade

Insights para ganhar dinheiro no mercado financeiro

De 2016 a 2021 a relação de Capex e Depreciação é inferior a 100%.

A depreciação no ano de 2021 é a maior já registrada pela empresa com R$ 63,0 bilhões.


Os setores com maior nível de Capex em 2021 – Amostra fixa
A tabela abaixo lista os setores com maior nível de Capex em 2021 e é liderada pelo setor de Energia Elétrica com quarenta empresas com Capex de R$ 39,4 bilhões, seguido pelo setor de Alimentos & Bebidas com oito empresas e Capex de R$ 29,3 bilhões.

Em 2021 onze dos 24 setores atingem o maior valor de Capex desde 2011.


Setores com maior relação de Capex/Depreciação – Amostra fixa
A tabela traz setores com pelo menos três representantes com dados disponíveis de 2011 até 2021.

Em 2021 o setor de administração de empresas e empreendimentos tem a melhor relação Capex/depreciação com 217%, seguido pelo setor de energia elétrica com 40 empresas e 206,4% de Capex/depreciação. O setor de petróleo e gás (sem a Petrobras) com seis empresas tem o terceiro melhor ratio com 200,5%.

Cinco dos vinte setores da lista tem Capex/depreciação inferior a 100%.


As empresas com maior valor de Capex em 2021 – Amostra Fixa
A tabela abaixo lista as 10 empresas com maior volume financeiro de Capex em 2021 e é liderada pela Vale com Capex de R$ 27,5 bilhões e Depreciação de R$ 16,3 bilhões.  

Sete das dez empresas têm Capex/Depreciação superior a 100%.

Os setores de Alimentos & Bebidas e Petróleo & Gás têm duas empresas entre as 10 empresas com maior Capex em 2021. Seis setores têm uma única empresa.

Caso deseje personalizar o estudo e seja usuário da nossa solução, entre em contato com nosso suporte pelo telefone 011 40813800 ou pelo e-mail [email protected] para que possamos lhe auxiliar na elaboração do estudo e implementar a nova ferramenta conforme suas necessidades. Se ainda não for usuário da nossa plataforma solicite um trial.

Autor

A Economatica é referência no desenvolvimento de sistemas para análise de investimentos. Desde sua fundação em 1986, a empresa mantém 100% de seu foco na coleta e gerenciamento de bases de dados de altíssima confiabilidade, bem como no desenvolvimento contínuo de ferramentas de análise de alta performance.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade
Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.