Publicidade
Publicidade

Estudantes debatem as mudanças climáticas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Alock Sharma esteve no Brasil na primeira semana de agosto e passou quase incógnito na mídia, embora apoiado pela Embaixada Britânica e tendo realizado reuniões com prefeitos, governadores e alguns dos dirigentes das principais companhias brasileiras. Nascido na Índia, vive desde criança no Reino Unido onde é membro do Parlamento e, mais recentemente, foi ministro dos Negócios, Energia e Indústria do gabinete de Boris Johnson. Ele também é o presidente da 26ª Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas da ONU (a COP 26), que acontecerá no próximo mês, em Glasgow, na Escócia.  

Na prática, Sharma já faz o “esquenta” desta conferência em que os países precisam se esforçar para não ultrapassar 1,5 grau Celsius no aquecimento global. Neste último final de semana esteve em Milão (cidade italiana de aproximadamente 1,5 milhão de habitantes e que até o final desta década terá o dobro disto em árvores, 3 milhões) para coordenar a reunião preparatória, com representantes de governos de todo o mundo. Depois de afirmar, protocolarmente que as discussões foram “muito construtivas” e que ali foi detectado “o senso real de urgência” para se discutir as mudanças climáticas, Alock Sharma destacou “a energia que apareceu” dos jovens, “galvanizando os ministros”, disse. “Ao avançarmos nas próximas semanas, e na COP, precisamos manter (suas) vozes em nossas cabeças”.

Muitos jovens, realmente, querem fazer a diferença. E se mobilizam para tal. Exemplo? O Climate Action Project (com apoio da ONU, WWF, Greenpeace e National Geographic) reúne mais de um milhão de estudantes, em todos os continentes, para debater os principais problemas mundiais e buscar soluções. Realizado há cinco anos, o projeto discute as mudanças climáticas e os problemas que estes jovens encontram em suas cidades.    

Publicidade



Facilitadora do Climate Action Project e coordenadora do Ensino Bilíngue no Colégio Positivo, Ana Paula Teixeira conta que este é o segundo ano no qual seus alunos atuam no projeto. Em sua avaliação, trata-se de “experiência única, não só do ponto de vista do aprendizado, mas também, do enriquecimento cultural dos jovens e crianças que participam”. E acrescenta: “Essa troca sobre experiências climáticas com alunos estrangeiros os coloca em outro patamar de conhecimento internacional. Eles aprendem a se colocar no lugar dos outros, a ver o problema por outras perspectivas”.

Parafraseando Sharma, que as vozes infanto-juvenis ecoem na cabeça dos dirigentes políticos e empresariais de todo o mundo, tornando este um local bem melhor para se viver às próximas gerações.  

FLORESTA

O Brasil tem preservada cerca de 85% da floresta amazônica que está em seu território. É preciso garantir que pelo menos 80% sejam preservados, restando, portanto, uma margem de 5%.

O cálculo é de Antonio Hamilton Mourão, vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, dito, em discurso, no último sábado, em Dubai, durante evento internacional sobre sustentabilidade. Segundo ele, o país precisa mostrar à comunidade internacional que “não estamos desistindo de nossas responsabilidades”.    

Mourão também defende que o Brasil seja pago em créditos de carbono para defender o seu gigantesco patrimônio ambiental.  

INVESTIDOR

Entre os dias 5 e 7, nesta semana, a B3 e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) promoverão a Semana do Investidor. Serão mais de 80 apresentadores divididos em 30 palestras nesses três dias. O evento é gratuito e trará tópicos como Perspectivas Econômicas para 2022, Renda Fixa, IPO´s, Criptomoedas, Daytrade, Mecanismos de Proteção dos Investidores, Critérios ESG e Educação Financeira para Jovens, entre outros.

Para participar basta acessar o site https://semanadoinvestidorcvmeb3.com.br/ e fazer a inscrição.

TÍTULOS PÚBLICOS

A B3 lançou, dia 27 último, um serviço que automatiza os processos de pós-negociação para Títulos Públicos Federais (TPFs) negociados fora do ambiente eletrônico. Com isto, a Bolsa amplia os serviços existentes de pós-negociação de Renda Fixa contemplando operações definitivas e compromissadas de TPFs negociados no Balcão.

DIVIDENDOS

No próximo dia 7, quinta, a B3 realizará o pagamento de dividendos e dos juros sobre capital próprio. As ações da companhia passaram a ser negociadas na condição “ex” proventos a partir de 29 de setembro último.  

ALIMENTAÇÃO

A companhia M. Dias Branco informa, via Fato Relevante, que celebrou contrato a fim de adquirir 100% das ações da Latinex Importação e Exportação de Alimentos S/A.

O preço inicial das ações é de R$ 180 milhões, podendo atingir o valor total de até R$ 272 milhões, se forem cumpridas determinadas metas de desempenho previstas no contrato de aquisição.

SAÚDE

Após o fechamento de mercado, na sexta-feira, a SulAmérica soltou comunicado informando que, após o cumprimento das condições precedentes previstas no contrato firmado com a Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa, no Paraná, foi concluída com sucesso a operação de compra da carteira de planos privados de assistência à saúde pela Paraná Clínicas – Planos de Saúde S.A., sociedade controlada indiretamente pela Companhia.

A transação reforça a posição da SulAmérica no estado do Paraná e no Sul do Brasil, agregando 25 mil beneficiários à sua carteira de saúde na região.

RENÚNCIA

A Eternit, empresa em recuperação judicial, noticiou a renúncia de Oliver Colas, membro de seu Conselho de Administração. Em sessão extra, o mesmo Conselho se reuniu para nomear Arlindo Porto Neto, em substituição. O novo integrante já foi senador e vice governador de Minas Gerais, além de ter passagem pela CEMIG.

TRANSIÇÃO

O IRB também fará uma troca em seu comando. Werner Romera Süffert, VP Financeiro e de Relações com Investidores, dará plantão na companhia só até o dia 31 deste mês. Até lá buscará indicação de seu sucessor e se comprometeu a fazer uma transição tranquila na área.  

RISCO

Ainda sobre o IRB… a empresa comunicou, no fechamento de mercado da semana passada, que a agência de classificação de riscos Standard&Poor’s Global Ratings (“S&P”) manteve o rating de crédito de emissor do IRB Brasil RE de “brAAA” na escala Nacional Brasil, com perspectiva estável.

AGENDE-SE

O Bradesco Day está marcado para o próximo dia 10 de novembro.

BDRs

Às 9h45 desta segunda-feira, 4, a XP Inc. fará o tradicional toque de campainha na B3, marcando a negociação de seus BRDs (Brazilian Depositary Receipts).

A XP é a maior plataforma independente de investimentos do Brasil e engloba as marcas XP, Rico, Clear, Xpeed, Infomoney, entre outras. Está listada na Nasdaq, em Nova York, desde dezembro de 2019.

HOME OFFICE

Apesar do avanço da vacinação no Brasil, 40% das empresas brasileiras pesquisadas preveem que o retorno físico aos escritórios só ocorrerá no primeiro semestre de 2022 e 8,36% projetam o retorno presencial às atividades somente no segundo semestre de 2022.

Informação é da KPMG, mostrada na sexta edição da “Pesquisa Covid-19: Como será o seu retorno aos escritórios”, conduzida em agosto deste ano com 287 empresas brasileiras.

A título de comparação, na edição anterior da pesquisa, publicada em abril, a expectativa de retorno aos escritórios era a seguinte: 39% no segundo semestre de 2021, 34% apenas no próximo ano e 27% no primeiro semestre de 2022.

Nelson Tucci

Nelson Tucci

Repórter em veículos como Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, atuou também como apresentador do programa ECO Negócios, na ECO TV. É MBA em Comunicação e Relações com Investidores e diretor na Virtual Comunicação.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Acionista consome. Acionista investe

Consumir da empresa que você é
Acionista auxilia nos seus rendimentos?

Tire dúvidas sobre investimentos

Publicidade

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.