Entrada de dólares supera saída em US$ 1,309 bi até dia 8 de janeiro

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Depois de encerrar dezembro de 2020 com saídas líquidas de US$ 8,353 bilhões, o Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 1,309 bilhão em janeiro de 2021 até o dia 8, informou nesta quarta-feira, 13, o Banco Central. O período corresponde à primeira semana útil do ano.

O canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 1,256 bilhão no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 12,077 bilhões e de retiradas no total de US$ 10,821 bilhões.

O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de janeiro até o dia 8 é positivo em US$ 53 milhões, com importações de US$ 2,795 bilhões e exportações de US$ 2,848 bilhões.

Nas exportações, estão incluídos US$ 566 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 398 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 1,885 bilhão em outras entradas.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Leia também