Empresa erguida por ex-garimpeiro faz pedido de IPO

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O Grupo Mateus, operador de supermercados e lojas de atacado, pediu registro para oferta inicial de ações (IPO).

A companhia se aproveita da queda dos juros para levantar recursos nos mercados de capitais.

Com isso, a fila para a entrada na bolsa se estende para diversos setores.

A empresa tem 137 lojas nas regiões do Norte e Nordeste do país que vendem desde alimentos a móveis e eletroeletrônicos.

A empresa familiar, que cresceu graças a uma agressiva estratégia de preços, fechou 2019 com faturamento de R$ 9,9 bilhões e lucro líquido de R$ 33 milhões.

Os sócios, incluindo o fundador Ilson Mateus, planejam levantar recursos na oferta.

Antes de abrir uma mercearia, Mateus foi garimpeiro e vendedor de cachaça.

XP, Bradesco BBI, BTG Pactual, Safra, Banco do Brasil, Santander Brasil e Itaú BBA vão coordenar a operação.

Trajetória

Em 1980 Ilson Mateus atuava como garimpeiro na Serra Pelada (PA).

Incentivado por um amigo, rumou para o município de Balsas, no Maranhão, visto que a cidade estava em desenvolvimento, alavancada pela soja, à época.

Ele comercializava refrigerante, mas a demanda foi aumentando. Bastaram dois anos para que de mascate passasse a comerciante, com ponto fixo.

Já nos anos 2000 ele inaugurou uma loja em Imperatriz, no Maranhão, e seguiu abrindo outros estabelecimentos no Estado. Em entrevistas, ele disse que a grande distância entre as cidades em que o grupo atuava exigiu a criação de companhias paralelas para desenvolver serviços.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também