MOVIDA (MOVI3) – Emissão de R$ 600 milhões em debêntures

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

O Conselho de Administração da empresa aprovou ontem a 5ª emissão de debêntures da no valor total de até R$ 600 milhões em duas séries. A data de vencimento destes títulos será em 15 de outubro de 2023, no caso da primeira série e 15 de outubro de 2025 para a segunda série.

As debêntures terão uma remuneração composta pelo DI mais um prêmio de até 2,50%, na primeira série e de até 2,95% na segunda. O primeiro pagamento dos juros será realizado em 21 de abril de 2021.

A Movida não declarou qual será o uso prioritário dos recursos que serão captados; mas estes devem servir para aumentar o prazo da dívida e financiar a retomada das compras de veículos.

Ao final do 2T20, a dívida líquida da Movida era de R$ 2,3 bilhões, valor que cresceu 20,5% durante o primeiro semestre do ano; principalmente em função dos investimentos (R$ 1,5 bilhão) realizados no período. A relação dívida líquida/EBITDA no 2T20 era de 2,6x, vindo de 2,4x no 1T20 e 2,8x ao final do 2T19.

Em 2020, as ações da Movida subiram 11,3%, enquanto o Ibovespa teve uma desvalorização de 14,1%. Esta ação estava cotada no último pregão (R$ 18,46) 18,2% abaixo da máxima alcançada em 2020 e 161,1% acima da mínima.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também