Empregados da Petrobras filiados à federação aprovam acordo coletivo, diz FUP

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Petrobras
Empregados da Petrobras filiados à Federação Única dos Petroleiros (FUP) aprovaram em assembleias promovidas pelos seus sindicatos regionais o acordo coletivo de trabalho (ACT) para o período de 2020 a 2022. A federação havia indicado a aprovação, após meses de negociação com a empresa.

No novo acordo, a empresa se compromete a não demitir por justa causa pelo período de dois anos. Em contrapartida, os salários foram mantidos sem reajuste até setembro do ano que vem, quando será corrigido segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“As negociações foram difíceis, e sabemos que o novo ACT não traz todas as nossas reivindicações, mas não podemos ignorar seus avanços, principalmente em relação à estabilidade de empregos por dois anos, a própria durabilidade do ACT pelo mesmo período e a manutenção de diversos benefícios que estavam ameaçados”, afirmou o coordenador geral da FUP, Deyvid Bacelar, em comunicado, no qual destaca o atual momento de crise econômica e desemprego.

Concluídas as assembleias com os sindicatos, a FUP diz que agora irá ampliar sua mobilização na campanha “Petrobras Fica”.

Como antecipou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) na semana passada, o movimento é liderado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras.

Além de agentes políticos e econômicos, a campanha agrega as reivindicações dos trabalhadores, sobretudo contra a venda de oito das 13 refinarias da empresa.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos