Publicidade

Emergência climática e metas mais ambiciosas para a NDC brasileira pautam a 3ª edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima

Data da publicação

Plurale em revista traz para você, em edições trimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas. Você pode conferir a versão digitalizada de Plurale em revista no Portal Plurale em site, que estão completando 15 anos.

Data da publicação

EVENTO COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA, DIA 27, E TERÁ TRANSMISSÃO ONLINE E GRATUITA. SERÃO CINCO DIAS DE DEBATES, COM A PRESENÇA DE GOVERNADORES, LIDERANÇAS INDÍGENAS, JOVENS ATIVISTAS E ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL



De Plurale

A urgência da pauta climática e de meio ambiente está no centro dos debates da 3ª edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC), que começa na próxima segunda, dia 27 de setembro e vai até sexta, dia 1 de outubro. Serão cinco dias de diálogos entre representantes de organizações não governamentais, movimentos sociais, povos indígenas, governo, comunidade científica e os setores público e privado. Totalmente gratuito e online, o evento terá transmissão pelo canal do Instituto Ethos, um dos realizadores, no Youtube. Ao lado do Ethos estão, entre os principais correalizadores, a Fundação Konrad Adenauer (KAS), o Instituto Clima e Sociedade (ICS), a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, o ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade e a Secretaria do Clima de Niterói.

Governadores, prefeitos e secretários de Meio Ambiente estarão presentes na ampla programação. Paulo Câmara, governador de Pernambuco, que sediou a primeira edição da CBMC, em 2019, falará no painel de abertura, juntamente com Luciano Paez, secretário Municipal do Clima de Niterói, primeira secretaria do gênero do país, recém-criada pelo município, ao lado de porta-vozes das entidades correalizadoras do evento. Flávio Dino, governador do Maranhão, será o palestrante do painel “Clima e Desenvolvimento: visões para o Brasil 2030”, na quinta, dia 30, às 9h30m.

Iniciativa coletiva que surgiu quando o Brasil decidiu deixar de sediar a COP 26 (Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas), a CBMC tem, entre suas discussões centrais deste ano a construção de metas mais ambiciosas para a NDC (Contribuição Nacionalmente Determinada) brasileira. Três diferentes painéis serão dedicados ao assunto. Logo na segunda, dia 27, às 14h, haverá o diálogo “A NDC brasileira como política pública nos territórios: perspectivas da sociedade civil, povos indígenas, comunidades tradicionais e juventude periférica”, que contará com a participação de Marcelo Rocha, ativista climático e diretor executivo do Instituto AYIKA, e de Américo Sampaio, coordenador do Portfólio de Comunicação e Engajamento do Instituto Clima e Sociedade (ICS). Na terça, dia 28, o tema será abordado no debate “Aumentando a ambição climática brasileira e caminhos para a descarbonização empresarial”, que pretende explorar os desdobramentos das metas assumidas pelos diferentes atores sociais no que tange práticas de descarbonização. E na sexta, dia 1 de outubro, o último debate da Conferência será “Recomendações empresariais para uma NDC brasileira mais ambiciosa”, que apresentará as indicações do Instituto Ethos, em parceria com empresas associadas, a serem encaminhadas para lideranças políticas e empresariais.

O desenvolvimento sustentável da região amazônica, bem como a escuta dos povos nativos é outro foco do evento, que reunirá lideranças e ativistas indígenas como Alessandra Munduruku, vencedora do Prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos; Dinamam Tuxá, advogado da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), a jovem ativista Txai Suruí e Alana Manchineri, militante do movimento de mulheres indígenas e comunicadora na Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB). Eles estarão em debates como o painel “Protagonismo das vozes locais nas ações climáticas no Brasil”, que acontecerá na terça, dia 28, às 14h; na discussão sobre “Financiamento climático e economia indígena: lacunas e oportunidades para uma Amazônia Viva”, também na terça, 28, às 18h20m; e ainda na mesa “Vozes da Amazônia pela Ação Climática”, no último dia de evento, às 13h. Na sequência, às 15h, “Mercados de Carbono e o Artigo 6: um debate sobre a garantia de direitos pela perspectiva indígena” será o tema do painel moderado por Sonia Guajajara, coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e primeira mulher indígena a se candidatar ao Executivo federal, em 2018, como vice-presidente.

O papel engajador da juventude na agenda do clima, a segurança climática como direito para crianças e adolescentes, bem como a emergência de carreiras ligadas ao tema como oportunidade de trabalho para os jovens são outros temas que prometem mobilizar a audiência durante os cinco dias de CBMC.

Os correalizadores da CBMC 2021 são: Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Centro Brasil no Clima (CBC), Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), Ethos, Fundação Amazonas Sustentável (FAS), FGV/EAESP – Centro de Estudos em Sustentabilidade, Fundacion Avina, Hivos, ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, Instituto Alana, Instituto Clima e Sociedade (iCS), Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM Amazônia), Fundação Konrad Adenauer (KAS), Observatório do Clima, Prefeitura do Recife, Projeto Saúde & Alegria, Rede Brasil do Pacto Global, Rede de Cooperação Amazônica (RCA), Reos Partners, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento de Goiás (SEMAD-GO), Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pernambuco, Secretaria Municipal do Clima de Niterói. The Climate Reality Project Brasil e Youth ClimateLeaders.

A programação completa e detalhada está em: https://www.climabrasil.org.br/

Serviço

O quê: Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC)

Quando: 27/09 a 01/10 de 2021

Onde: Canal do Instituto Ethos no YouTube: https://bit.ly/3C9m4yM

Informações e inscrições: www.climabrasil.org.br

Autor

Plurale em revista traz para você, em edições trimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas. Você pode conferir a versão digitalizada de Plurale em revista no Portal Plurale em site, que estão completando 15 anos.

Informações + Recomendações de investimentos em um só lugar

Compartilhe esse post nas suas redes!

Você pode se interessar por

Plurale em revista traz para você, em edições bimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas.

Você pode fazer agora sua assinatura de Plurale em revista, recebendo em casa ou no trabalho.

Leia também

Publicidade
Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade
Publicidade

A conexão certa para seus investimentos

Diversas recomendações para você investir melhor!

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.