Em despacho, juiz pede manifestação ‘concisa e objetiva’ sobre troca na Petrobras

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Petrobras
No despacho em que dá 72 horas para que o governo federal explique a mudança no comando da Petrobras, o juiz André Prado Vasconcelos, da 7ª Vara Federal Cível de Minas Gerais, pede que o governo mostre “de forma concisa e objetiva, as razões e argumentos que entender pertinentes e relevantes à discussão da causa”. A posição do juiz visa atender pedido de liminar em uma ação popular que questiona a troca da presidência da estatal, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Na sexta-feira, 19, Bolsonaro indicou o general Joaquim Luna e Silva para presidência da Petrobras, no lugar de Roberto Castello Branco. A troca depende da autorização do conselho da companhia, o que é citado por Vasconcelos no despacho. “Por oportuno, destaco que, conforme amplamente divulgado pelos veículos de comunicação, a aprovação do indicado para a presidência da Petrobras depende de deliberação do respectivo Conselho de Administração, ainda não ocorrida”, relata.

O magistrado informa também que a manifestação prévia ocorrerá, “exclusivamente, para fins de análise do pedido de liminar, sem prejuízo de futura citação e consequente abertura de prazo para contestação”, conclui.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos