Em cúpula, Georgieva insta G20 a continuar apoiando os países mais pobres

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Em discurso durante cúpula virtual do G20, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, exortou o grupo a continuar apoiando as economias mais vulneráveis no processo de recuperação da crise provocada pelo coronavírus. “Agradeci ao G20 por seu apoio ao FMI, que nos permitiu entregar mais de US$ 100 bilhões em novos financiamentos a 82 países e alívio do serviço da dívida para nossos membros mais pobres”, afirmou.

No encontro, Georgieva elogiou a decisão das nações de estender até julho de 2021 o programa de suspensão do pagamento de dívidas para governos de menor renda (DSSI, na sigla em inglês). Segundo ela, a medida forneceu aos participantes “espaço para respiro temporário” e ajudará na redução sustentável de déficits fiscais.

A economista búlgara também recomendou que a comunidade internacional trabalhe para garantir a distribuição equitativa de uma vacina contra o coronavírus, quando ela estiver disponível. “Se fizermos isso, o Fundo estima que poderemos adicionar quase US$ 9 trilhões à renda global até 2025”, ressaltou.

Georgieva defendeu ainda que autoridades globais evitem retirar iniciativas de alívio fiscal de forma prematura. “Agora também é hora de se preparar para um impulso sincronizado de investimento em infraestrutura verde e digital para revigorar o crescimento, limitar cicatrizes e atender às metas climáticas. Se os países do G20 agirem juntos, eles podem conseguir dois terços a mais com o mesmo custo do que se cada país agir sozinho”, pontuou.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também