ELETROBRAS (ELET3, ELET6) – Venda de 49,5% na Manaus Transmissora para a Evoltz por R$ 251,1 milhões

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A Eletrobras concluiu a transferência da totalidade das ações que detinha da Sociedade de Propósito Específico Manaus Transmissora de Energia S.A. (MTE), correspondente a 49,5% do capital social total, para a Evoltz Participações S.A. (Evoltz).

Pela venda, a Eletrobras recebeu o valor atualizado de R$ 251,1 milhões, corrigidos até 03 de setembro de 2020.

Vemos como positivo. Lembrando que a alienação foi aprovada pelo CAE em 13 de maio de 2020, e representa uma das iniciativas vinculadas ao Plano Diretor de Negócios e Gestão 2020/2024.

As ELET3 cotadas a R$ 36,61/ação registram alta de 11,6% este ano. As ELET6 ao preço de R$ 37,49/ação apresentam alta de 2,5% este ano. O desempenho em 2020 se compara a queda de 12,9% do Ibovespa e desvalorização de 5,5% do IEE.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também