Eletrobras divulga fortes números trimestrais

Eletrobras divulga lucro líquido de R$ 6.908 mi no 1S19

A Eletrobras apresentou, no primeiro semestre de 2019 (1S19), um lucro líquido de R$ 6.908 milhões, 272% superior ao lucro líquido de R$ 1.856 milhões obtido no primeiro semestre de 2018 (1S18). O lucro do 1S19 é composto pelo Lucro Líquido das operações continuadas de R$ 1.871 milhões e pelo Lucro Líquido de R$ 5.037 milhões referente às operações descontinuadas (distribuição), destacando a privatização da distribuidora Amazonas Energia, que deixou de ser consolidada pela Eletrobras.

A Receita Operacional Líquida apresentou crescimento de 9,2%, passando de R$ 11.997 milhões no 1S18 para R$ 13.095 milhões no 1S19, com destaque para a entrada em operação da UTE Mauá 3 da Amazonas GT e recebimento de GAG Melhoria relativa as concessões renovadas pela Lei 12.783/2013.

O Ebtida IFRS passou de R$ 6.078 milhões no 1S18 para R$ 4.287 milhões no 1S19, fortemente impactado pela provisão de CCC relativa aos créditos cedidos pela Amazonas Energia Distribuidora à Eletrobras, no processo de privatização, no valor de R$ 986 milhões, e baixa de investimentos realizados pela Chesf, em razão de caducidade de concessão, no valor líquido de cerca de R$ 200 milhões.

A Receita Operacional Líquida recorrente apresentou crescimento de 8%, passando de R$ 11.980 milhões no 1S18 para R$ 12.926 milhões no 1S19. O Ebtida recorrente passou de R$ 6.140 milhões no 1S18 para R$ 6.034 milhões no 1S19.

No segundo trimestre de 2019 (2T19), a Eletrobras apresentou um lucro líquido de R$ 5.561 milhões, superior ao Lucro de R$ 1.372 milhões obtido no segundo trimestre de 2018 (2T18). O lucro do 2T19 é composto pelo Lucro Líquido das operações continuadas de R$ 301 milhões e pelo Lucro Líquido de R$ 5.260 milhões referente às operações descontinuadas (distribuição).

A Receita Operacional Líquida apresentou crescimento de 12%, passando de R$ 5.913 milhões no 2T18 para R$ 6.643 milhões no 2T19. O Ebtida IFRS passou de R$ 3.535 milhões no 2T18 para R$ 1.350 milhões no 2T19.

A Receita Operacional Líquida recorrente apresentou crescimento de 11%, passando de R$ 5.901 milhões no 2T18 para R$ 6.570 milhões no 2T19. O Ebtida recorrente passou de R$ 2.888 milhões no 2T18 para R$ 3.113 milhões no 2T19, apresentando um crescimento de 7,8%.

(MR – Agência Enfoque)

Agenda de Resultados Trimestrais