Dicas para começar a investir em ações

Data da publicação

Categoria

Tayla Teloeken é Assessora de Investimentos. Formada em Direito e Contábeis, é especialista em Controladoria e Finanças. com forte experiência em consultoria empresarial e tributária. Auxilia as pessoas a desenvolverem a sua inteligência financeira e a buscarem o enriquecimento saudável. Instagram: @tayla.teloeken

Categoria

Data da publicação

Diante da queda de rendimento dos investimentos em renda fixa, cada vez mais brasileiros estão começando a investir em ações. Segundo estatística da B3 (Bolsa de valores brasileira), o número de investidores na Bolsa cresceu 43% no primeiro semestre de 2021, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Com isso, hoje já somos 3,8 milhões de CPFs investindo na bolsa, o que alcança um valor R$ 545 bilhões. Os números expressivos, e em franco crescimento, incentivam à entrada de cada vez mais novos investidores.

Então aqui vão algumas dicas para você que também quer fazer parte desse número e começar a investir em ações:

Publicidade
  1. Estude seu perfil e os tipos de investimento mais adequados para você: não se prenda a determinados ativos porque alguém obteve êxito nele. Analise o que for mais confortável para seu perfil e segurança financeira. Quando falamos em renda variável, naturalmente você irá correr mais riscos, por isso é essencial que você saiba o quanto de risco você está disposto a suportar.
  2. Estabeleça objetivos: quando temos um objetivo claro e bem definido, fica mais fácil de estabelecer prioridades e tomar decisões de acordo com os seus desejos. O seu objetivo é crescimento do patrimônio? O seu objetivo é ter renda passiva com dividendos? Ou é ambos? Com base nas respostas, é possível escolher uma carteira de ações mais adequada aos seus objetivos.
  3. Junte-se a um grupo de investimento ou de finanças: fazer parte de um contexto ajuda a minimizar as inseguranças e potencializa as chances de aprendizado.
  4. Tenha um mentor: se for financeiro, melhor ainda. Ter uma pessoa que entenda suas necessidades peculiares pode trazer grandes benefícios e facilitar seu entendimento quanto a números e decisões provenientes de análises custo-benefício para determinados investimentos.
  5. Comece arriscando pouco e vá aumentando aos poucos: é necessário ir dando um passo de cada vez. Aprenda a fazer, analisar, ter suas próprias métricas de avaliação para que, caso queira, aumentar os riscos e um possível retorno maior financeiro.

No início pode parecer tudo muito difícil e complicado, porém partindo para a ação, fazendo e aprendendo, errando e acertando, pode ser o fator determinante para aumentar a convicção e segurança financeira.

Autor

Tayla Teloeken é Assessora de Investimentos. Formada em Direito e Contábeis, é especialista em Controladoria e Finanças. com forte experiência em consultoria empresarial e tributária. Auxilia as pessoas a desenvolverem a sua inteligência financeira e a buscarem o enriquecimento saudável. Instagram: @tayla.teloeken

No Clube Acionista você tem acesso aos principais formadores de opiniões do mercado. Através de análises diárias entre diversos especialistas do país. Tudo isso em um só lugar!

Informações + Recomendações de investimentos em um só lugar

Compartilhe esse post nas suas redes!

Você pode se interessar por

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

A conexão certa para seus investimentos

Diversas recomendações para você investir melhor!

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.