Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Varejo

As vendas do e-commerce no Brasil alcançaram R$ 3,2 bilhões na Black Friday desse ano entre quinta e sexta-feira, de acordo com os dados do Ebit. O faturamento foi 23,6% maior em relação ao mesmo período de 2018. Além disso, foram realizados 5,3 milhões de pedidos (+25% A/A), enquanto o ticket médio de R$608 foi 1% menor em relação àquele reportado no ano anterior. Destaques:

Vendas pelo celular continuam ganhando participação. O faturamento do mobile (pedidos feitos a partir de celulares e tablets) alcançou R$ 1,7 milhão (+95% A/A) e representou cerca de 52% do faturamento total do e-commerce no período (vs. 32% no ano anterior). O número de pedidos nesse canal apresentou crescimento de 103% A/A;

Desempenho sinaliza o potencial início de uma retomada. Segundo notícias publicadas no jornal Valor Econômico, a administração da Via Varejo e da Magazine Luiza mencionaram que o desempenho foi sólido tanto nas lojas quanto no canal online. Além disso, ambas acreditam que o evento tenha sinalizado o início de uma recuperação mais significativa do consumo;

Via Varejo (VVAR3; Compra) foi um dos destaques positivos. Segundo comentários da administração da Via Varejo, a empresa apresentou crescimento de vendas de 83% A/A no canal on-line durante a Black Friday, que teve participação de 48% das vendas. Vale ressaltar, no entanto, que a base de comparação era fácil dado que a Black Friday de 2018 foi muito fraca. Além disso, os sistemas operaram de maneira sólida – acalmando as preocupações do mercado em relação às instabilidades sistêmicas observadas em 2018;

Magazine Luiza (MGLU3; Neutro) apresentou algumas instabilidades. Segundo relatos de consumidores, registrados pelo jornal Valor Econômico, o site da Magazine Luiza apresentou algumas instabilidades temporárias ao longo da madrugada de sexta-feira. Entretanto, os problemas foram rapidamente endereçados e não acreditamos que eles tenham impactado o desempenho de vendas da companhia de maneira material.

Por: XP Investimentos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Conpartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

CVM edita norma que aprova Documento de Revisão de Pronunciamentos Técnicos nº 16 do CPC

Modalmais:Investidores oscilam sobre recuperação econômica

Investimentos sobem 28,2% em maio ante abril, revela Ipea

Cosan avalia realizar oferta pública de ações

Genial Investimentos:Bolsas caem;dólar sobe com dado na Alemanha

SÃO PAULO – Estoque de 200 t de milho em Bernardino de Campos fomenta vendas do ProVB

Leia também

Inspire-se. Aprenda. Invista.
Inscreva-se já, gratuitamente, para aproveitar 100% do que criamos para Você!