Publicidade
Publicidade
Publicidade

Descomplicando Juros Compostos

Data da publicação

Administrador, Especialista em Investimentos Anbima- CEA®, colaborador e conselheiro no Portal Acionista.

Data da publicação

Aprender sobre juros compostos é fundamental para que você consiga escolher os produtos ideais para investir e aumentar o seu capital. Além disso, não compreender como eles funcionam pode te prejudicar. 

O que são Juros Compostos?

Juros Compostos são aplicações de juros sobre juros. Lembrando que juros é o rendimento que se obtém quando você empresta dinheiro por um certo período. Assim, os compostos somam e aumentam ainda mais o valor das aplicações, sendo uma ferramenta poderosa de geração de riqueza no longo prazo.

Eles são utilizados para praticamente tudo no sistema financeiro, desde financiamentos, para balizar empréstimos e também para multa de atrasos no pagamento.

Quanto maior o tempo de investimento, mais alto será o lucro, uma vez que a rentabilidade do valor vai crescer em progressão geométrica.

Como calcular os Juros Compostos?

Para calcular eles é utilizado a seguinte fórmula: 

M = C (1+i)t

M é o Montante Final

C é o Capital Aplicado

é a Taxa fixa

é o Período

Segue o exemplo: você aplicou R$ 5.000 (capital) por taxa de 1% ao mês (taxa de juros) por 6 meses (periódo), o cálculo seria o abaixo.

M = 5.000 x (1+0,01)6 

M = 5.000 x 1,016

M = 5.307.60

Nesse vídeo da Necton você pode conferir outros exemplos de simulações:

Como investir com Juros Compostos?

Para que funcione de forma efetiva, você precisa reinvestir o rendimento de sua aplicação para que o patrimônio cresça de forma exponencial. Muitos investimentos permitem que ocorra a reaplicação automática dos rendimentos, fazendo com que os juros compostos aumentem a rentabilidade do investidor.

Publicidade

A cobertura completa para atrair bons investimentos

Em Renda Fixa, os juros compostos são utilizados em todos os investimentos, uma vez que enquanto você não resgatar, seu dinheiro estará rendendo juros sobre juros. Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letra de Crédito Imobiliário (LCA), Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e Tesouro Direto são alguns exemplos. 

Em Renda Variável também é possível usar os juros compostos. Como o investimento na Bolsa de Valores não paga juros diretamente sobre os investimentos, é preciso reinvestir os dividendos comprando novas ações. Dessa forma, ao longo do tempo será possível ter mais ações gerando lucro. 


ENTENDA MAIS SOBRE INVESTIMENTOS

Venha conhecer o Clube Acionista, a plataforma que reúne conteúdos exclusivos para ajudar quem quer entender melhor sobre o mundo dos investimentos. Trilhas educativas para você tirar as principais dúvidas e descobrir como potencializar seus rendimentos. O cadastro é totalmente gratuito. Aproveite!

Você também pode entender mais sobre o mercado com os conteúdos diários do Portal Acionista.

Autor

Administrador, Especialista em Investimentos Anbima- CEA®, colaborador e conselheiro no Portal Acionista.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.