Publicidade
Publicidade
Publicidade

Descomplicando Fundos Imobiliários

Data da publicação

Administrador, Especialista em Investimentos Anbima- CEA®, colaborador e conselheiro no Portal Acionista.

Data da publicação

Já pensou em ganhar aluguel sem ter um imóvel? Isso é possível? SIM! Por meio dos Fundos de Imobiliários (FIIs) você pode fazer isso. O FIIs é um investimento perfeito para quem quer uma renda a mais com segurança e praticidade.

O que são os Fundos de Imobiliários

São fundos que investem em imóveis físicos ou ativos no setor, de acordo com a estratégia do gestor da carteira. Ou seja, os recursos são aplicados em projetos imobiliários em construção ou já concluídos e seu patrimônio compreenderá parte ou o todo de um imóvel e de seus direitos sobre os mesmos. Ao investir em um fundo você adquire cotas de investimento, se tornando um cotista do fundo. 

Por conta da sua regulamentação, 95% dos rendimentos contabilizados são obrigados a serem distribuídos. Na maioria, o pagamento é mensal. Eles também são isentos do Imposto de Renda (IR) nos seguintes casos: se o cotista tiver menos do que 10% das cotas do Fundo; o FII tiver no mínimo 50 cotistas; e se as cotas forem negociadas exclusivamente em bolsa de valores ou mercado de balcão organizado.

Existem quatro tipos de FIIs:

  1. Fundos de Renda (Tijolo) – Formados por imóveis rurais ou urbanos, estando em construção ou não, que tenham fins comerciais ou residenciais. 
  2. Fundos de Recebíveis (Papel) – Os que são títulos ou valores mobiliários ligados ao setor imobiliário.
  3. Fundo de Desenvolvimento Imobiliário – É o Fundo que investe em imóveis em construção.
  4. Fundos de Fundos (FOF) – São Fundos de Investimento que investem em cotas de outros Fundos de Investimentos.

Neste vídeo da Necton você consegue entender mais sobre as vantagens dos FIIs: 

Os riscos dos FIIs

  • Risco de Mercado – Também chamado de Risco Sistemático, refere-se ao risco de perdas por fatores que afetam o desempenho geral dos mercados, como: impactos macroeconômicos (recessões, taxas de juros, câmbio, inflação), instabilidade política, mudanças de política internacional, reformas estruturais, desastres naturais, entre outros.
  • Risco de Liquidez –  Existem fundos com maior e menor liquidez. Assim, um fundo que possui menor liquidez também possui maior sensibilidade de preço nas operações de compra e venda, ou seja, o preço da cota pode estar sujeito a maior oscilação no mercado secundário.
  • Risco de Vacância – Ocorre caso um inquilino desocupe o espaço locado (aumento da vacância física)  e então o fundo irá perder receita imobiliária, pois não haverá mais pagamento de aluguel, além de incorrer em despesas de IPTU e condomínio referentes à saída desse locatário.
  • Risco de Crédito – É a  possibilidade de perda referente ao não cumprimento das obrigações contratuais de aluguel ou no pagamento do fluxo de recebíveis (CRI).
  • Risco de Pré-Pagamento – É quando o devedor do CRI resolve quitar sua dívida antes do vencimento do papel, interrompendo o pagamento de juros incorridos e, consequentemente, a rentabilidade do fundo que é o tomador dessa dívida. Para mitigar esse potencial risco, os tomadores impõem multas de pré-pagamento.

ENTENDA MAIS SOBRE INVESTIMENTOS

Venha conhecer o Clube Acionista, a plataforma que reúne conteúdos exclusivos para ajudar quem quer entender melhor sobre o mundo dos investimentos. Trilhas educativas para você tirar as principais dúvidas e descobrir como potencializar seus rendimentos. O cadastro é totalmente gratuito. Aproveite!

Você também pode entender mais sobre o mercado com os conteúdos diários do Portal Acionista.

Autor

Administrador, Especialista em Investimentos Anbima- CEA®, colaborador e conselheiro no Portal Acionista.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.