Indústria automobilística: Vendas devem crescer 15% em 2021

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A diretoria da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), anunciou suas projeções para o mercado interno este ano. Segundo a entidade, em 2021 os crescimentos devem ser de 15% nas vendas de autoveículos (automóveis e comerciais leves), 9% nas exportações e 25% na produção. Para máquinas, a expectativa é de crescimento de 7% nas vendas, 9% nas exportações e 23% na produção.

Este ritmo de crescimento em 2021, deve fazer com que a indústria volte aos patamares de 2019. Estas projeções otimistas da Anfavea são uma boa indicação para as vendas no Brasil dos fabricantes de veículos e autopeças (Marcopolo, Randon e Tupy), assim como para os volumes destinados ao mercado interno das siderúrgicas (Usiminas, CSN e Gerdau).

Importante notar que o nível de estoques da indústria ao final de dezembro passado foi o menor da história. O estoque encerrou o período com 96,8 mil veículos, equivalente a 12 dias de vendas, contra 15 em dezembro/2019. Este fato deve acelerar a produção para o natural processo de reestocagem da cadeia.

A Anfavea divulgou os números de dezembro e do fechamento de 2020. Em dezembro, a produção mostrou forte crescimento (21,1%) em relação ao mesmo mês de 2019, porém, no acumulado do ano houve queda de 32,1%. As vendas totais da indústria em dezembro caíram 4,4% e no ano apresentaram uma diminuição de 25,8%.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos