Consumidor final já paga mais caro pelo GLP, reajustado pela Petrobras no dia 7

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Petrobras
A alta do preço do gás liquefeito de petróleo nas refinarias da Petrobras, que reajustou o valor do produto em 6%, em média, no último dia 7, chegou na semana passada aos consumidores residenciais. Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) demonstram que o botijão de 13 kg estava sendo vendido no período de 10 a 16 de janeiro a R$ 76,50, o que representa uma alta de 1,9% comparado à semana anterior, quando estava custando R$ 75,05, em média.

Os valores do botijão, no entanto, variam de acordo com o local de venda. Na região Norte, está sendo vendido o GLP de 13 kg mais caro do País, a R$ 84,66. No Sudeste, o preço está abaixo da média nacional, R$ 74,07; no Sul, sai a R$ 77,99; no Nordeste, a R$ 75,68; e no Centro-Oeste, a R$ 81,75.

Ao anunciar a alta do derivado de petróleo em suas refinarias, a Petrobras afirmou ter reajustado o valor para seguir a variação do preço de importação, seguindo sua política de paridade internacional. Este ano, a cotação da commodity tem apresentado sucessivas altas, o que leva os agentes do mercado a projetar que os produtos da estatal vão ficar mais caros.

Gasolina também em alta

Nesta segunda-feira, 18, a empresa anunciou reajuste da gasolina, cujo preço médio do litro vendido nas refinarias vai passar amanhã de R$ 1,84 para R$ 1,98, alta de 7,6% (R$ 0,15, em média). Esse foi o primeiro aumento da gasolina no ano. O último aconteceu no dia 29 de dezembro.

Mas antes mesmo de o produto ficar mais caro nas refinarias, consumidores das regiões Sul e Sudeste já pagaram mais por ele na semana passada. No Sul, o litro passou de R$ 4,472, na semana de 3 a 9 de janeiro, para R$ 4,525, na semana de 10 a 16 do mês. No Sudeste, passou de R$ 4,495 para R$ 4,503.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

"O Estado de S. Paulo" é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez "A Província de S. Paulo" - seu nome original.

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.