Como Gustavo Cerbasi popularizou a educação financeira no Brasil e se tornou inspiração para uma geração de influenciadores

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Quando se fala em educação financeira no Brasil, duas palavras vêm automaticamente à cabeça: Gustavo Cerbasi. Nascido no Rio Grande do Sul, atualmente morando em São Paulo, aos 46 anos. Considerado um dos responsáveis por popularizar o tema no país, Cerbasi renovou a forma de entregar suas lições nos últimos 20 anos, passando por praticamente todas plataformas, mas se manteve fiel às suas crenças originais: conteúdo acima dos efeitos visuais, conhecimento no lugar de gracejos. “Vejo muitas pessoas trabalhando com equipes de produção para moldar uma imagem idealizada a seus seguidores. Eu preferi dedicar tempo a estudos e a entender os problemas das pessoas”, resume nesta entrevista exclusiva ao Portal Acionista.

Cerbasi é especialista em inteligência financeira, professor, palestrante e autor de 16 livros com mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos, entre eles o best-seller “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, que deu origem aos filmes da franquia “Até que a Sorte nos Separe”, a primeira trilogia da história do cinema brasileiro. Foi eleito pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes. Seu curso on-line, a Inteligência Financeira já formou mais de 12 mil alunos.

E hoje espalha seus conhecimentos através das redes sociais, onde decidiu estar a partir de 2016. Além do trabalho estar consolidado no site gustavocerbasi.com.br, se comunica com mais de 790 mil pessoas inscritas no seu canal do Youtube, 884 mil no Facebook. No Instragram, tem mais de 1 milhão e 200 mil seguidores.

Leia mais sobre o que Cerbasi nos contou e entenda porque ele considera o ano de 2020 o mais transformador para os seus negócios e para quem segue sua filosofia. 

Qual é seu segredo para conquistar tantos seguidores?

Falar sobre segredos é delicado. Não sei se posso afirmar que tenho um segredo. Vejo muitas pessoas trabalhando com equipes de produção, copywriting, criação e jornalismo para moldar uma imagem idealizada a seus seguidores. Eu preferi trabalhar sozinho, com muita dedicação de tempo a estudos e a entender os problemas das pessoas. Não sobra tempo para o que costumam chamar de criação. Por isso, acredito que, se há um segredo no meu trabalho, é a combinação de trabalho árduo, muita dedicação às pessoas, muito estudo e cuidados com minha mente e minha saúde, porque também não é tarefa simples estudar diariamente os assuntos de economia e finanças durante mais de 20 anos.

E como esta profundidade no seu aprendizado se reflete na qualidade das suas consultorias?

O resultado dessa dedicação é a inovação contínua: mais de 10 livros de sucesso sem redundância entre os assuntos, adaptação do meu livro mais conhecido (Casais Inteligente Enriquecem Juntos) para um sucesso de bilheteria do cinema (Até que a Sorte nos Separe) e para uma série de TV (em breve, Casais Inteligentes Enriquecem Juntos estreia no canal GNT), jogo de tabuleiro, cursos on-line e outras inúmeras iniciativas.

Qual foi o seu grande acerto na carreira?

Meu grande acerto foi sempre entregar mais do que o prometido. Decidi não dar ouvidos a quem dizia que minha forma de trabalhar não daria resultados, pois eu trabalhava demais e cobrava de menos. Antes do primeiro livro, me disseram que o brasileiro não lia livros e não se interessava por dinheiro. No início das palestras, ouvi que as palestras tinham que entreter, não passar conteúdo de muito valor. Em vários dos meus livros, editores tentaram me convencer a fracionar o texto em 3 ou 4 volumes, pois era muita informação relevante por pouco dinheiro. Antes do meu livro virar filme, me disseram que converter o tema em comédia podia desvalorizar o meu conteúdo.

Você estava semeando para o futuro, como recomenda que as pessoas façam...

Hoje, tenho um curso completo vendido na casa de R$ 4 mil. Muitos reclamam antes de se matricularem, mas ao final do curso afirmam que pagariam muito mais. Não houve, portanto, um único pulo do gato. Eu procurei criar uma marca de entregar a meus leitores, seguidores e alunos muito mais do que eles encontram no mercado.

E houve algum grande tombo na sua trajetória?

Não foi nenhum grande tombo, pois todos os meus projetos são estudados meticulosamente, mas levei sim vários pequenos tombos que me fizeram rever escolhas. Todos eles foram associados a fazer parcerias ou sociedades com pessoas que não se mostraram capazes de entregar o que o público esperava, ou a um valor compatível com minha tradição de superar expectativas. Perdi tempo e dinheiro em tentativas de montar franquias do meu trabalho, mas todas as situações me serviram de grande aprendizado.

Que estratégia você utilizou para perseguir sua independência financeira?

Eu utilizei a mesma estratégia que ensino em meu curso on-line Inteligência Financeira. Muita dedicação aos estudos para acelerar meus ganhos, contenção da evolução do meu padrão de consumo à medida que a renda crescia, investimento de maneira arrojada, mas com técnica e muita atenção às notícias e indicadores e também com uma leitura muito crítica de minhas escolhas passadas, para aperfeiçoar as novas escolhas com base nas lições aprendidas com erros. Fui muito feliz ao organizar esse aprendizado, tanto que ele é a base de todos os meus livros e de meu curso on-line.

Quais pessoas na área de investimentos ou no seu dia a dia lhe inspiraram nesse processo?

Minha grande inspiração foi meu pai, um trabalhador dedicado, mas também uma pessoa preocupada com outras pessoas. Ele encontrou seu equilíbrio somente na aposentadoria, mas soube transmitir lições importantes. Outro grande inspirador foi meu professor e mentor José Roberto Securato, muito conhecido no mundo off-line do mercado de capitais. Tive aulas com ele na USP e na Fundação Fundação Instituto de Administração, e foi ele quem abriu as portas para eu me tornar professor. Ele me ensinou a educar com paixão, com grande entrega aos alunos, uma característica muito forte de suas aulas.

Qual é o seu diferencial que acredita ser responsável pelo seu sucesso de comunicação?

Descobri que tenho qualidades que são raras no meio financeiro. Um dos meus pontos fortes é que escrevo bem. Não sou eu quem afirmo. Sempre tirei notas elevadas em redação, o que garantiu meu acesso a duas faculdades gratuitas (uma pública e uma com bolsa integral), e meus editores sempre me disseram que a revisão de meu texto é fácil. Além disso, sempre fui apaixonado por comportamento e por marketing. Gostei de entender como as pessoas pensam, quais são seus problemas e suas maiores angústias.

Meu trabalho não é apenas explicar, é resolver os problemas das pessoas. Ao escrever sobre investimentos e outros assuntos financeiros, eu evito a pressa. Gosto de entender diferentes pontos de vista, criticá-los e construir uma ideia que transmita ao público um entendimento diferente daquele oferecido pela massa de especialistas. Não tento, portanto, assumir um papel de jornalista. Meu papel é de educador, que preza pela qualidade da informação e não pela velocidade dela.

Em que momento aconteceu a virada de chave e a sua exposição "viralizou"?

Eu tive algumas várias viradas de chave importantes. A primeira delas foi com o livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos. Em 2005, ele já tinha um ano de lançado e vinha crescendo em vendas de maneira orgânica, pois eu não investi em publicidade dele. Ao ser convidado a falar sobre ele em um programa de televisão às vésperas do Dia dos Namorados, as vendas explodiram e, com elas, os pedidos de palestras também. A partir de então, foram dez anos de muito trabalho, milhares de palestras e incontáveis participações em programas de televisão, que consolidaram minha reputação sem que algum projeto tivesse viralizado.

Mas, em 2016, com a carreira já consolidada, com 15 livros escritos e já reduzindo o ritmo das palestras para estar mais próximo da família, decidi entrar para o mundo on-line, onde outros profissionais já faziam sucesso. A partir daí, cada lançamento de uma turma nova do meu curso pode ser considerado um trabalho viral, pois ofereço um módulo de aulas gratuito que, a cada turma, impacta mais de 300 mil pessoas. Hoje, meu trabalho impacta mais de 10 milhões de pessoas por mês, seguindo a tradição de entregar qualidade e não quantidade, superar expectativas e fazer melhor do que os que fazem mais.

O cenário atual, de desorganização da rotina, certo caos, mudou a sua forma de trabalhar, se comunicar ou até se organizar com seus investimentos? O que poderia fazer sobre isso?

Eu posso afirmar, com convicção, que estou vivendo o mundo perfeito para desempenhar meu trabalho. Do ponto de vista pessoal, estou trabalhando muito mais do que antes, mas de maneira mais equilibrada, pois ganhei muitas horas semanais ao abandonar aviões, reuniões presenciais e transporte por aplicativo. Como estava no mundo on-line desde 2016, já estou habituado ao home office, e a única adaptação da família foi nos mudarmos do centro de São Paulo para as colinas de São Roque, onde já tínhamos nossa casa de campo.

Para o meu público, principalmente para os meus alunos do curso on-line, o cenário é perfeito porque minha estratégia para transformar as vidas das pessoas as convida a parar, pensar, reorganizar e adotar uma nova forma mais eficiente de viver. A pandemia e o isolamento social da quarentena nos obrigou a isso, o que faz com que as lições mais difíceis do meu trabalho estejam sendo adotadas de maneira compulsória por todos os meus seguidores.

Por isso, aplicar minhas lições ficou mais fácil, e as qualidades da aplicação da minha teoria estão mais evidentes também. Por essa razão, pela primeira vez em cinco anos, abrimos uma turma extra do meu curso on-line (normalmente são apenas duas por ano), o que faz de 2020 o ano mais transformador tanto para os meus negócios, como para quem segue minha filosofia.

Tem uma “dica de ouro” que deixaria para os leitores neste momento de crise?

O segredo, em qualquer etapa da construção de patrimônio e da independência financeira, não está em ganhar mais ou em ter mais rendimentos, mas em precisar menosEquilíbrio e qualidade nas escolhas é a base da prosperidade. Funcionou em minha vida, na vida de mais de 700 famílias que atendi como consultor, na vida de mais de 14 mil alunos que passaram pelo meu curso on-line.

Conheça os principais livros de Gustavo Cerbasi

Conquistar a liberdade financeira, buscar conhecimento, acompanhar os principais orientadores financeiros do Brasil:  agora você terá a oportunidade de conhecer melhor grandes nomes dos investimentos no país e trilhar seus caminhos de sucesso. 

Inspire-se. Aprenda. Invista.
Inscreva-se já, gratuitamente, para aproveitar 100% do que
criamos para Você!





Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.

Agruras e expectativas da reforma tributária

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira

Agruras e expectativas da reforma tributária

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira