MANHÃ DO MERCADO: Mantendo a torneira de liquidez acionada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Ranking de Ações: CIEL3 lidera com alta de 12,83%. #SegueALíder

Qual ação estará no topo do Ranking?
A sua será a líder ou ficará na lanterna?

👉 Acesse aqui e saiba mais!


🌎 CENÁRIO EXTERNO

Mantendo a torneira de liquidez acionada

Mercados

Índices asiáticos encerraram a sessão de ontem com quedas generalizadas, acompanhado o movimento de sell-off global que ocorreu nos mercados ocidentais. Na zona do euro, o Stoxx 600, índice que abrange uma gama de ativos ao redor do continente, opera em queda de quase 1,00%, enquanto futuros em NY ensaiam uma abertura com a mesmo movimento, ainda que em magnitude menor. Enquanto isso, o índice dólar registra estabilidade contra seus principais pares e, no plano das commodities, ativos se movimentam em direção negativa. Destaque para o preço do petróleo (Brent Crude) que, ao operar com queda de cerca de 0,20%, é negociado em torno dos US$ 55,43 por barril.

Política monetária nos EUA

Governadores do Federal Reserve, BC americano, reiteraram a postura extremamente acomodatícia que vem adotando desde o início da crise. Mantiveram a taxa de referência, o Federal Funds Rate, em seu atual intervalor de 0% – 0,25% e comunicaram a continuidade no programa de compra de ativos públicos e privados. O Fed continuará injetando, mensalmente, US$ 120 bilhões por meio da compra de títulos públicos do tesouro nacional (US$ 80 bilhões) e títulos lastreados em hipotecas (US$ 40 bilhões).

Fala de Powell

Mais importante do que a decisão em si, foram os comentários de Powell nos momentos que seguiram a reunião. Claro, o presidente do Fed reforçou muito dos pontos contidos na ata, mas enfatizou com muita clareza que qualquer expectativa de retirada de estímulos no futuro próximo é precoce. Com a concretização da onda azul, criou-se a expectativa de que, por conta de um novo mega-pacote de gastos que poderia possivelmente pressionar a inflação, o Fed poderia apertar a política monetária mais cedo do que anteriormente estimado. Em resposta a este movimento, Powell reforçou que as orientações em torno da expansão de seu balanço estão ligadas ao atingimento do pleno emprego e à obtenção da meta média de inflação de 2,00%. Como ambos os objetivos ainda estão longe de serem cumpridos, não faz sentido falar em redução no grau de estímulos atualmente. Ou seja, a reforçar os riscos à atividade, Powell reforça que a economia ainda necessita de um elevado grau de estímulo.

Confiança na Europa

O índice de confiança na economia europeia apresentou ligeiro aumento, indo de 90,4 para 91,5 em janeiro, indicando os efeitos positivos proporcionados pelo avanço da vacinação e consequente expectativa de retomada econômica. A alta do índice foi puxada principalmente pelo resultado do setor industrial, cujo subíndice foi de -7,2 para -5,9. O setor de serviços, na contramão, inibiu avanços mais concretos do sentimento, ficando praticamente estável em patamar de -17,8. O resultado geral do índice ainda se encontra distante de seu pico pré-pandêmico de 104; e sinaliza perda de tração no dispêndio de famílias e investimento das empresas ao redor do continente.

Na agenda

Em dia de agenda recheada, o investidor acompanha a divulgação de indicadores americanos. Sai pela manhã do PIB do 4T2020, os pedidos de auxílio-desemprego, os indicadores antecedentes do Conference Board e a venda de novas moradias.

CENÁRIO BRASIL

Dívida pública pode beirar 6 trilhões no final de 2021

Tesouro projeto dívida pública de R$ 5,6 tri no final de 2021

Segundo o Plano Anual de Financiamento do Tesouro Nacional, a dívida pública federal já ultrapassou o limiar de R$ 5 trilhões e deve fechar o ano de 2021 entre R$ 5,6 e 5,9 trilhões. A projeção do Tesouro não contempla a possiblidade de novas parcelas do auxílio emergencial, apesar da crescente pressão pelo retorno do custoso programa assistencialista. O secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, assegurou que, apesar do crescimento vertiginoso do endividamento federal; no momento, o colchão de liquidez da União é suficiente para cobrir o vencimento de títulos do governo no primeiro semestre. Mesmo assim, o secretario alertou que o espaço para novos gastos “é extremamente reduzido” e enfatizou a importância de reformas fiscalistas que podem ajudar a conter o crescimento do endividamento público.

Novo programa de redução de jornadas

Técnicos do Ministério da Economia estudam a possiblidade de reimplementar o programa de redução de jornada trabalhista em efeito durante 2020 para amenizar o crescimento do desemprego. O programa permitia que empresários e funcionários negociassem uma redução parcial na jornada de trabalho ou uma suspenção integral do contrato, com cortes proporcionais ao salário, a serem ressarcidos pelo governo federal. O programa foi extinto na virada do ano, custou R$ 51,5 bi aos cofres públicos e beneficiou 10 milhões de trabalhadores. A pasta econômica estuda maneiras para custear a reimplementarão da medida, que agora pode vir a ser financiada pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador. Propostas para reerguer o programa devem ser apresentadas pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ao presidente Jair Bolsonaro em breve.

Bolsonaro estuda reduzir tributos do diesel

O presidente Jair Bolsonaro revelou ontem que discute a possibilidade de reduzir o PIS/Cofins que incide sobre o óleo e diesel com o ministro Paulo Guedes (Economia). Bolsonaro esclareceu que não pretende influenciar a política de preço da Petrobras e pediu paciência para os caminhoneiros que ameaçam uma nova greve. Membros da categoria estão dessatisfeitos com um aumento no preço do diesel de 4,4% nas refinarias que ocorreu no final de janeiro. O PIS/Cofins agregar R$ 0,33 ao custo do litro do diesel. Segundo o presidente, cada R$ 0,01 reduzido na tributação do combustível representa uma renúncia de R$ 800 milhões para o governo federal. Alguns representantes da categoria já organizam uma paralização no dia 01/02, mas, até o momento, não aparente existir adesão em massa ao movimento.

Favoritos nas eleições do Congresso são contra CPIs

Ambos os favoritos nas eleições do Congresso – Arthur Lira (PP-AL), na Câmara, e Rodrigo Pacheco (DEM- MG); no Senado – são contra a manutenção e abertura de comissões parlamentares de inquéritos que podem prejudicar o Palácio do Planalto. Uma destas comissões, a CPI das Fake News, já está em curso e vinculou alguns dos ataques digitais feitos contra rivais do presidente a um funcionário do gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o “zero três”. Alguns parlamentares também desejam estabelecer uma nova CPI para apurar a gestão do governo federal da crise sanitária do coronavírus. Lira condicionou a continuidade da CPI das Fake News ao desejo da maioria dos seus colegas e se posicionou contra a formação de um colegiado para investigar a atuação do governo durante a pandemia. Pacheco não se posicionou publicamente em relação a continuidade ou abertura de novas CPIs, mas uma matéria do Estadão informa que o senador pretende desincentivar as investigações parlamentares.

Na agenda

A agenda econômica conta com a divulgação da primeira leitura mensal do IGP-M; a divulgação da taxa de desemprego de novembro a partir da PNAD-Contínua; mais um leilão de títulos do tesouro nacional; o resultado primário do governo central em dezembro e dados de emprego do Caged para o mês dezembro.

E os mercados hoje?

Ativos financeiros internacionais devem apresentar movimentos voláteis enquanto investidores ponderam os riscos à atividade mencionados por Powell contra a continuidade na postura altamente dovish do BC americano. Esta volatilidade deve influenciar negativamente os mercados domésticos. A falta de direcionamento claro no que tange à política fiscal e à campanha de vacinação devem continuar retirando força do fluxo comprador. Com isto, esperamos mais um dia de viés negativos para o índice Bovespa.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Guide Investimentos

Guide Investimentos

A Guide é uma plataforma aberta de investimentos que guia pessoas para que o dinheiro não limite a vida. Conheça mais sobre os conteúdos da corretora em www.oguiafinanceiro.com.br

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.