CEA MODAS (CEAB3) vence na justiça e tem R$ 120 milhões de créditos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A C&A comunicou ao mercado que terá créditos de aproximadamente R$ 120 milhões após vencer uma ação judicial sobre a inexigibilidade do PIS e da Cofins nas operações da Zona Franca de Manaus.

Com isso, a varejista teve reconhecido o direito de reaver, mediante compensação; valores que são relacionados ao período de abril de 2011 a abril de 2018.

O recebimento dos créditos ocorrerá após procedimento administrativo perante a Receita Federal.

Impacto: Positivo. Tendo vencido uma ação judicial, a C&A passa a ter o seu direito de reaver; condizente ao período entre abril de 2011 a abril de 2018 reconhecido, que deve a proporcionar crédito de cerca de R$ 120 milhões.

PLANNER: CEA MODAS (CEAB3) – Êxito na ação judicial para recuperação de créditos pode chegar a R$ 120 milhões

Em fato relevante a C&A informou aos seus acionistas e ao mercado em geral que a Companhia obteve êxito em ação judicial que tramitou perante a Justiça Federal, que discutia a inexigibilidade do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) nas operações internas da Zona Franca de Manaus.

Com o trânsito em julgado na data de 30 de novembro de 2020, a Companhia teve reconhecido o direito de reaver, mediante compensação; os valores apurados em relação às competências de abril/2011 a abril/2018, devidamente corrigidos; bem como os direitos a fruição do benefício do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras – REINTEGRA.

O impacto financeiro está sendo levantado com base na documentação em posse da Companhia e as melhores estimativas até esta data indicam que os créditos corrigidos representam aproximadamente R$ 120 milhões.

Os valores relativos às competências a partir de maio/2018 já têm seus efeitos reconhecidos nas demonstrações financeiras divulgadas; uma vez que a Companhia estava se valendo das decisões favoráveis desde maio de 2018.

Segundo a empresa, para aproveitamento do referido crédito, tal valor ainda deverá ser objeto de habilitação via procedimento administrativo perante a Receita Federal do Brasil.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos