Campos Neto: países que não fizeram muito contra covid tiveram queda maior no PIB

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

PIB
O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta quarta-feira, 24, que os países que fizeram muito pouco contra a covid-19 experimentaram uma redução maior de seus respectivos Produto Interno Bruto (PIB). Ele disse que o Brasil, entre os países de economia emergente foi o que menor queda sofreu no seu PMI. “O FMI diz que o PMI do Brasil foi o que menos caiu e o que mais rápido se recuperou”, disse o banqueiro central, que participou hoje do “Melhores da Bolsa 2020”, evento online organizado pela Infomoney que premia os melhores do mercado de ações em 2020.

Por outro lado, de acordo com Campos Neto, o Brasil termina com sua situação fiscal mais frágil, apesar de ter evitado redução do crescimento. Contudo, disse ele, todos os países elevaram gastos para combater os efeitos da pandemia. Os que fizeram mais caíram menos e os que fizeram menos caíram mais.

O presidente do Banco Central disse que o Brasil ainda tem campo de absorção de programas criados pelo governo para combater a pandemia. Neste sentido, de acordo com ele, um exemplo é o canal do crédito que continua tendo grande espaço para crescimento.

Além disso, disse o banqueiro central, “temos um nível de crescimento satisfatório e robusto”.

Sobre a inflação, Campos Neto disse que a dividiu em três dimensões e disse que a dimensão do câmbio tem afetado muito a média de preços ao consumidor. Voltou a reafirmar que a autoridade monetária dispõe do instrumento do forward guidance, muito ligado à parte fiscal. “Batemos bastante na tecla do fiscal e achamos importante continuar com essa mensagem”, disse o presidente do BC.

Campos Neto afirmou que o Brasil tem vencimentos bastante grandes da dívida, sobretudo da sua parte prefixada. Mas ressaltou que equilíbrio fiscal é muito relevante para a condução da política monetária.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos