Caixa deve oferecer crédito imobiliário prefixado

A Caixa Econômica Federal pretende adotar taxas de juros pré-fixadas no financiamento da casa própria, segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Essa ideia já estava sendo avaliada, mas a previsão era que acontecesse apenas no fim do governo de Jair Bolsonaro. O plano, porém, foi antecipado. A vantagem dos juros pré-fixados é acabar com o componente de incerteza do financiamento.

O presidente da Caixa informou também que, ao divulgar o resultado financeiro do terceiro trimestre, nos próximos dias, vai anunciar uma nova medida de cunho social.

“Será relativo à devolução de resultados à sociedade. Então a gente tem que ver qual será o resultado e, se for muito bom, é importante devolver para a sociedade”, afirmou Pedro Guimarães.

Segundo o Valor Econômico, a Caixa Econômica Federal deverá oferecer crédito imobiliário prefixado (ou seja, sem indexador) até o fim do primeiro semestre de 2020. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, essa é a modalidade mais comum no mundo e é mais fácil para securitizar. Com a iniciativa da Caixa, se espera que outros bancos acompanhem.

O banco já vinha discutindo o lançamento do crédito imobiliário atrelado ao IPCA (índice de preços) e acredita que, ao conseguir vender esse crédito de maneira rápida, conseguirá lançar o crédito imobiliário sem correção. A expectativa inicial do crédito indexado ao IPCA era de atingir uma carteira de R$10 bilhões em um ano, mas conseguiu a marca em 45 dias.

Novas possibilidades de financiamento imobiliário devem impulsionar a atividade do setor, sendo positiva para o impulsionamento de novos lançamentos, vendas e, consequentemente, geração de caixa.

Fonte: XP e Elite.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Leia também