Bradespar em queda com pagamento, IPO da Vamos, Randon e mais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Bradespar

Confira as notícias mais relevantes a respeito das principais empresas da bolsa de valores. No Radar Empresas de hoje temos Bradespar, IPO da Vamos, Randon, IPO da Caixa Seguridade e resultados do Facebook.

Bradespar (BRAP4) terá que pagar R$ 1,4 bi para a Litel

A Bradespar informou que Tribunal do Rio acatou apelação da Litel em ação indenizatória de R$ 1,4 bilhão. Assim, a Litel pedia o ressarcimento de valores desembolsados no litígio envolvendo a Elétron.

O mercado desaprovou a decisão, e a Bradespar tinha queda de 3,78% às 11h41, em um dia de forte alta do Ibovespa.

Vamos, controlada da Simpar (SIMH3), precificou seu IPO

A Vamos Locação, controlada da Simpar, precificou a oferta pública de distribuição primária e secundária (IPO) em R$ 26 a ação, segundo fontes próximas da operação ouvidas pelo Valor e pelo Broadcast. Desse modo, o valor ficou no meio da faixa indicativa, situada entre R$ 21,92 e R$ 28,50.

Além disso, a demanda teria ficado em cinco vezes o volume ofertado. Enfim, com base no preço médio da faixa indicativa (R$ 25,21), oferta pode chegar a R$ 1,495 bilhão.

Randon (RAPT4) compra CNCS Indústria Metalúrgica

A Randon anunciou a aquisição da CNCS Indústria Metalúrgica por R$ 21,5 mi. Além disso, conforme a empresa, a compra tem como objetivo fortalecer as operações da empresa.

Caixa retoma discussões para oferta pública inicial de ações da Caixa Seguridade

A Caixa informou, em comunicado ao mercado, que retomou as discussões para o registro de oferta pública inicial de ações da Caixa Seguridade na B3. O banco tentou fazer o IPO em março e setembro do ano passado, mas as tentativas foram interrompidas diante da piora das condições de mercado.

Ademais, ontem, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou já ter demanda para duas vezes o tamanho da oferta. Por fim, as declarações foram feitas em evento on-lime promovido pelo Credit Suisse.

Lucro líquido do Facebook (FBOK34) no 4º tri é de US$ 11,2 bilhões

O Facebook registrou lucro líquido de US$ 11,22 bilhões no quarto trimestre do ano passado, o que representa alta de 52,7% ante os US$ 7,35 bilhões registrados no mesmo período de 2019. Portanto, o lucro por ação avançou 51,5% no comparativo anual, para US$ 3,88.

Ademais, no pós-mercado de Nova York, as ações reverteram o movimento de queda registrado durante o pregão e avançavam 1,43%, cotadas a US$ 276,03.

Fonte: Necton, Terra Investimentos

A temporada de resultados já está a todo vapor, e você não pode perder as oportunidades que se abrem nesse período! Participe do poder dos resultados. Oferecemos 7 dias grátis, sem burocracia chata em caso de cancelamento ao término do seu período de testes. Confira aqui.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Acionista

Acionista

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Já acessou o
Clube Acionista hoje?

A conexão certa para seus investimentos

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.