MANHÃ DO MERCADO: Bolsas sobem e dólar recua antes da posse de Biden

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Terra

Ranking de Ações: SUZB3 lidera com alta semanal de 6,58%! #SegueALíder

Qual ação estará no topo do Ranking?
A sua será a líder ou ficará na lanterna?

👉 Acesse aqui e saiba mais!


🌎 INTERNACIONAL: Bolsas sobem e dólar recua antes da posse de Biden

Bolsas europeias e S&P futuro sobem impulsionadas pelos lucros e pela esperança de mais estímulos, enquanto o índice dólar amplia seu recuo. Futuros do Nasdaq avançam e ações de tecnologia lideram os ganhos no Stoxx 600, após fortes lucros da Netflix e da fabricante de chips ASML. S&P 500 subiu ontem depois que Janet Yellen revelou ao Congresso detalhes do plano de alívio de US$ 1,9 trilhão. Índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, se aproximou do nível de 30.000; Alibaba deu um salto depois que o bilionário Jack Ma ressurgiu depois de meses sem ser visto em público em meio a um crescente escrutínio sobre seu império da Internet. Investidores estão contando com mais gastos para ajudar a impulsionar o crescimento econômico sob o governo do presidente Joe Biden, que deve tomar posse ao meio-dia desta quarta-feira em Washington. No front do vírus, a Alemanha sofreu um recorde de mortes diárias e as autoridades em Pequim isolaram parte da cidade para se proteger contra um surto de casos no norte da China. Rand, lira turca, rublo e peso mexicano lideram ganhos de moedas emergentes, que estendem alta da véspera – a qual não foi acompanhada pela divisa brasileira.

🏢 EMPRESAS: Ultrapar confirma que teve proposta vinculante pela Refap aprovada por Petrobras

📈 EURASIA: A consultoria americana de risco político Eurasia considera que as crescentes chances de vitória de Arthur Lira e Rodrigo Pacheco; candidatos apoiados pelo governo nas eleições à presidência da Câmara dos Deputados e do Senado, em fevereiro, abrem caminho para a privatização da Eletrobras ainda em 2021. A venda da estatal, que pode ajudar o Tesouro a arrecadar mais de R$ 10 bilhões em 2022, precisa ser autorizada pelo Congresso.

🥩 JBS (JBSS3): Em reunião, o conselho de administração da JBS acatou a recomendação do Comitê Independente; coordenado por Gilberto Xandó Baptista, para instaurar um procedimento arbitral em face da sua controladora J&F Investimentos, e contra os irmãos Joesley e Wesley Batista. Também serão partes Florisvaldo Caetano de Oliveira e Francisco de Assis e Silva. Nas reuniões de novembro, dezembro e janeiro, o Comitê Independente discutiu os contornos legais que envolvem o ajuizamento de medida legal, conforme deliberação dos acionistas em Assembleia Geral Extraordinária de 30 de outubro do ano passado. Com o procedimento arbitral, o conselho aprovou a extinção do Comitê.

🏗 TENDA (TEND3): A construtora e incorporadora Tenda registrou soma de R$ 885,2 milhões em lançamentos no quarto trimestre de 2020, segundo prévia operacional divulgada pela empresa. Isso significa um avanço de 5,9% ante o mesmo período do ano anterior, mas uma redução de 10,1% ante o terceiro trimestre. No acumulado do ano, a companhia atingiu R$ 2,67 bilhões de valor geral de vendas (VGV) de lançamentos, crescimento de 3,5% em relação a 2019.

🧪 ULTRAPAR (UGPA3): A Ultrapar confirmou que foi notificada pela Petrobras de que sua proposta vinculante para a aquisição da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap) foi aprovada. “Com isso, iniciou-se o processo de negociação dos termos do contrato de compra e venda e contratos auxiliares”, informa a empresa em fato relevante. Segundo a companhia, a potencial aquisição da Refap fortalecerá sua posição no setor, contribuindo para um portfólio de negócios mais complementar e sinérgico; com maior eficiência, potencial de geração de valor para toda a cadeia e benefícios para os consumidores.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos