Biden apoia reforma nos impostos dos mais ricos;Brasil permanece estagnado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
“Essa é uma discussão que está acontecendo ao redor do mundo todo, menos aqui no Brasil”

Nesta quarta-feira (28), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez o seu primeiro discurso no congresso norte-americano após cem dias de governo. Durante a ocasião, o chefe de estado abordou algumas medidas e reformas que pretende fazer no país nos próximos anos. Além disso, o mesmo reforçou o papel que seu governo pretende exercer, com foco no bem-estar da população e na recuperação econômica. No entanto, mesmo trazendo um cenário mais otimista com suas prioridades, os republicanos exageram tudo de forma mais cética.

Segundo Pedro Paulo Silveira, gestor da Nova Futura Investimentos, o discurso do Biden foi extremamente forte ontem. “O presidente falou sobre o papel do plano aprovado na restauração da economia americana. Assim como, pontuou uma coisa interessante, o fato de não fazer sentido que a maior parte dos americanos que ganham salários próximos a linha da pobreza, mais ou menos US$3 por dia, pagem marginalmente mais impostos que as pessoas mais ricas do planeta. Essa é uma discussão que está acontecendo ao redor do mundo todo, menos aqui no Brasil. Então, o que importa é ver como esse tipo de discurso pode produzir efeitos no mercado brasileiro”, afirma.

Silveira comentou também que a economia americana deve bombar nos próximos anos. “Porvavalemnte, eles terão uma inflação longe da que vimos anos atrás. O Biden vai começar uma guerra no congresso para aprovar o seu segundo plano, focado na infraestrutura e reformas tributárias. Com isso, colocando tributos para os mais ricos e aumentando impostos corporativos. Ou seja, desfazer aquilo que vem sendo feito sucessivamente nos últimos 35 anos, os impostos dos mais ricos sendo reduzidos e os dos mais pobres mantidos. Portanto, isso vai gerar um grande ruído e tensão no mercado, mas o resultado imediato foi a alta da bolsa dos EUA e do dólar”, completa.

Sobre a Nova Futura Investimentos

Sócia-fundadora da BM&BOVESPA, a Nova Futura Investimentos, foi fundada em 1983, atua nos mercados de commodities, renda fixa, renda variável e seguros. Com presença nacional, a instituição financeira conta com 21 escritórios espalhados por diversas cidades do país. Ao longo de mais de três décadas de existência, se consolidou como uma das maiores e mais independentes casas de investimentos do Brasil.

Com tradição no mercado institucional, vem se tornando referência no varejo, oferecendo a mesma qualidade já ofertada ao mundo empresarial agora também para pessoas físicas. Em 2017, confirmando a tradição de excelência, a corretora recebeu o selo Nonresident Investor Broker, que reconhece a estrutura organizacional e tecnológica especializada na prospecção de clientes, prestação de serviços de atendimento consultivo assim como execução de ordens e distribuição de produtos da BM&FBovespa para investidores não residentes. Ver mais: https://www.novafutura.com.br/

Receba conteúdos diariamente por e-mail

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

Matérias por 1Bilhão - Educação Financeira; Fabrizio Gueratto; e Gueratto Press.

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.